Um Conto de Natal

domingo, dezembro 25, 2011 Iuçara Soares 0 Comentários


No dia de natal nada mais tradicional do que falar sobre a obra “Um Conto de Natal” ou no original “A Christmas Carol” do escritor e jornalista inglês Charles Dickens.

Considerada uma das histórias natalinas mais famosas do mundo, a obra teve diversas adaptações no cinema, no teatro e até mesmo em quadrinhos. O que torna difícil encontrar alguém que não tenha ouvido falar de Ebenezer Scrooge.

Personagem principal da obra, Scrooge, se tornou ao longo dos anos um dos símbolos da avareza na Literatura universal. Tanto que foi inspirado nele que a Disney criou o Tio Patinhas, no original Scrooge McDuck, que ao lado do Mickey, protagonizou o desenho Mickey's Christmas Carol.

Uma curiosidade sobre o livro é que este foi escrito por Dickens em menos de um mês para pagar suas dívidas, sendo publicado, originalmente, em 19 de dezembro de 1843, em capítulos num folhetim, com ilustrações de John Leech. A história acabou tornando-se um sucesso, vendendo mais de seis mil cópias em uma semana. 

O Conto

Ebenezer Scrooge é um empresário avarento e solitário, que submete seus empregados a condições de trabalho desumanas, expulsa pedintes e odeia o natal. A única coisa que ele gosta são os lucros.

Ele trabalha num escritório em Londres com Bob Cratchit, um pobre pai de quatro filhos, com um carinho especial pelo pequeno Tim, que sofre de paralisia nas pernas. Apesar das dificuldades, Bob é um homem feliz e aprecia o natal, o que faz com que Scrooge o despreze.

Na noite de natal, Scrooge recebe a visita de seu falecido e também avarento sócio, Jacob Marley. Este lhe diz que esta sendo punido por sua avareza e que o mesmo destino aguarda Scrooge. 

Mas ainda há esperança para ele, e para isso, três espíritos irão visitá-lo, o espírito do Natal Passado, o do Natal Presente e o do Natal Futuro.

Assim tem início a difícil jornada de Scrooge, na qual o primeiro espírito lhe levará a uma viagem por suas lembranças, o segundo lhe mostrará como ele é visto aos olhos dos outros, especialmente os mais próximos dele e o último mostrará a Scrooge sua própria morte, solitária e sem amigos.

O interessante é que as pessoas que mais são maltratadas por Scrooge, como seu próprio sobrinho e o Bob parecem ser os únicos que não lhe querem mal, sendo capazes de ver a imensa solidão que ele enfrenta.

Na manhã de Natal, Scrooge acorda um novo homem, ciente de que seus atos afetam os outros e disposto a mudar suas atitudes, a começar por seu empregado Bob e seu filho Tim, assim como seu sobrinho.

Charles Dickens

Charles Dickens
Nascido em 1812 na cidade de Moure, condado de Hampshire, na Inglaterra, Charles Dickens pertencia a uma família de classe média. 

Quando ainda criança teve seu pai preso por dividas, e foi obrigado a trabalhar para saldar as contas. O que resultou em uma infância triste e miserável.

Mais tarde tornou-se jornalista, começando como cronista judicial e, depois, fazendo relatos dos debates parlamentares e cobrindo as campanhas eleitorais pela Grã-Bretanha. 

No início de sua carreira literária chegou a publicar inúmeros textos sob o pseudônimo de Boz. Nos anos que se seguiram Dickens consagrou-se no universo literário publicando obras como “Oliver Twist”, “David Coperfield”, “Um Conto de Natal”, entre outras.

Dickens viveu em plena Revolução Industrial inglesa, numa época em que a Inglaterra se dedicava a ampliar e aperfeiçoar o capitalismo a todo custo. Assim é possível dizer que a realidade de sua época influenciou em suas produções literárias.

Em “Um Conto de Natal”, por exemplo, o autor nos mostra o ideal capitalista da época em questão e apresenta a solidariedade como uma alternativa para amenizar, ou até mesmo dar fim, as desigualdades sociais.

Quem conta um conto...

Mesmo nos tempos atuais o conto de Charles Dickens continua a ser uma referência, principalmente, para o cinema, como é possível notar nos filmes, Os Fantasmas de Scrooge, Expresso Polar, Barbie em a Canção de Natal e até mesmo Shrek. Sendo que, na parte final do filme, quando os personagens cantam juntos, o bonequinho de gengibre diz, se apoiando numa muleta: "Deus abençoe a todos". Essa é uma fala do Tim. 

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Comemorando o Dia Nacional do Livro!

sábado, outubro 29, 2011 Iuçara Soares 2 Comentários ,


Há 201 anos, nesta mesma data, a Real Biblioteca Portuguesa era transferida para o Brasil, e assim era fundada a Biblioteca Nacional, considerada a maior biblioteca da América Latina e segundo a UNESCO, uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo. Assim, em homenagem a este momento histórico, o país comemora hoje o Dia Nacional do Livro.
 
E para celebrar este dia, o movimento “Educar Para Crescer” decidiu lançar a campanha “Que Livro Fez a sua Cabeça?”, na qual qualquer pessoa pode participar enviando uma foto posando com seu livro preferido e uma frase justificando a escolha.


Para os que ainda não conhecem o “Educar para Crescer” é um movimento com o objetivo de transformar a Educação na grande pauta nacional. Sendo formado por várias personalidades de destaque no universo da educação. 

Além de parceiros estratégicos, com atuação em áreas condizentes ao tema, o movimento conta ainda com o patrocínio da Malwee e da Editora Abril e o apoio da Confef e do Instituto Unibanco. 

Que livro fez a sua Cabeça?

Diversas pessoas já estão participando da campanha, incluindo algumas personalidades como o apresentador do CQC, Marcelo Tas, que posou com “O Livro do Desassossego” de Fernando Pessoa. “São centenas de pequenos textos, que podem ser lidos em qualquer ordem, em qualquer hora, em qualquer dia”, recomenda Tas.

Marcelo Tas & Thalita Rebouças / foto: divulgação
A campanha conta ainda com a adesão da escritora Thalita Rebouças, que posou ao lado da obra Ensaio sobre a cegueira” de José Saramago. “O livro do Saramago mexeu muito comigo. Cheguei a sonhar com o livro, de tão arrebatada que estava pela narrativa, pela história. É um livro que faz pensar, repensar, olhar pra dentro da gente. Acho que valeu por anos de análise”, explica a escritora.

Para os interessados, ainda dá tempo de participar, é só tirar uma foto com o livro que fez a sua cabeça em frente ao rosto e enviá-la junto com o nome completo, perfil nas redes sociais, título e autor do livro e uma frase que justifique a escolha para o e-mail educarparacrescer@gmail.com ou por este link.

A produção das fotos fica por conta dos participantes, que podem usar e abusar de poses e lugares inusitados, além de acessórios que tenham tudo a ver com a obra escolhida. As fotos já estão disponíveis para visualização no site oficial da campanha

Seja tirando fotos ou apenas as vendo pelo site, a campanha é uma forma bem divertida de comemorar o Dia Nacional do Livro. Aproveitem e divirtam-se!

2 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

2º Festival Literatura em Vídeo

quarta-feira, outubro 26, 2011 Iuçara Soares 0 Comentários


Cinema e Literatura se unem na segunda edição do Festival Literatura em Vídeo, que tem como objetivo incentivar o hábito de leitura e estimular a criatividade por meio da adaptação de obras literárias para a linguagem audiovisual. 


Promovido pela Abril Educação em parceria com a MTV e a produtora Mixer, o festival é aberto aos estudantes do Ensino Fundamental II (5º ao 9º ano) e do Ensino Médio (1º ao 3º ano) das escolas públicas e privadas de todo o Brasil, que devem ser orientados por um professor responsável.

Os vídeos que irão concorrer nas categorias Ensino Fundamental II e Ensino Médio, serão analisados por uma comissão julgadora formada por pessoas ligadas as empresas Organizadoras do Festival e empresas parceiras das Organizadoras.

Sendo que a votação será realizada pelo Júri Popular e pelo Júri Técnico, que contará com a participação do cineasta João Daniel Tikhomiroff, presidente da Mixer.

O festival também terá seis vídeos vencedores em cada uma das cinco regiões do Brasil e dois vencedores de cada categoria no Prêmio Troféu Pipoca, conferido ao vídeo que expressar a obra de maneira mais inusitada e absurda. 

Além dos inúmeros prêmios, os vencedores do concurso, escolhidos pelo Júri Técnico, ainda terão seus vídeos exibidos na grade de programação da MTV. 


As inscrições para o concurso são até o dia 14 de novembro. Para saber mais sobre o regulamento visite o site Literatura em Vídeo.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

HQs invadem Rio de Janeiro na II edição do Rio Comicon

sexta-feira, outubro 21, 2011 Iuçara Soares 0 Comentários ,


Atenção fãs dos quadrinhos, já começou a segunda edição do Rio Comicon, um dos maiores eventos nacionais de Histórias em Quadrinhos, que acontece até domingo, na Estação Leopoldina no Rio de Janeiro.


Organizado pela Casa 21 em parceria inédita com o estúdio Retina 78, o evento reúne cerca de 30 convidados nacionais e estrangeiros, como o argentino Liniers, autor da série Macanudo, o americano Peter Kuper, que atualmente desenha a famosa série de espiões da revista MAD, “Spy Vs. Spy”, além da alemã Ulli Lust, autora de reportagens em quadrinhos e da premiada HQ sobre sua juventude, e o francês Lewis Trondheim, um dos fundadores da cooperativa francesa de quadrinhos “L’Association”. 

Entre os outros nomes confirmados estão Chris Claremont (Inglaterra), Junko Mizuno (Japão) e Paul Pope (EUA). Além dos brasileiros, Luiz Gê, Edgar Vasques, Jô Oliveira, Rafael Albuquerque e os gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá.

Novas atrações

Uma das novidades desta edição será o maior destaque para o estilo mangá e os super heróis. “Sentimos que era à hora de contemplar também essas duas vertentes tão importantes dos quadrinhos”, explica Roberto Ribeiro, diretor da Casa 21, no site oficial do evento.

Assim, o Rio Comicon 2011 contará com uma mostra dos trabalhos do estúdio japonês CLAMP, composto pelas mulheres conhecidas como as rainhas do mangá, além de uma homenagem aos 75 anos da DC Comics, baseada no livro “75 Years Of DC Comics: The Art Of Modern Mythmaking”, vencedor do Prêmio Eisner de melhor livro sobre quadrinhos. Sem falar nas exposições dos trabalhos originais dos artistas internacionais Guido Crepax, criador da personagem Valentina, e Will Eisner.

Além disso, o evento irá realizar mostra de filmes e documentários, oficinas, sessões de lançamento de livros e quadrinhos, desfile de cosplay e a “Plataforma dos Desenhistas”, onde os artistas vão desenhar e autografar para os fãs. E ainda contará com o I Colóquio de Filosofia e Quadrinhos, que irá apresentar debates acadêmicos em torno da nona arte.

Confira a programação completa do Rio Comicon no site oficial do evento.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!