Literatura no Oscar 2017

segunda-feira, fevereiro 27, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários ,


É chegado o momento de conhecermos os melhores filmes do ano, que conquistaram seu lugar na maior e mais importante premiação do cinema internacional, o Oscar. Entre eles estão às grandes adaptações de obras literárias para o cinema, consideradas campeãs de bilheteria.

Em sua 89ª edição, a premiação deste ano contou com cinco filmes baseados em livros concorrendo na categoria de Melhor Filme. Sendo que quatro deles também concorreram à categoria de Melhor Roteiro Adaptado, criada especialmente para os longas-metragens baseados tanto em livros, quanto em peças de teatro, musicais e até mesmo em parques de diversões, como o filme “Piratas do Caribe”.

Os Indicados

Assim, os roteiros adaptados partem de histórias que tem uma maior aceitação em outras mídias, embora não sejam sempre baseadas em um livro. Como é o caso do filme “Um Limite Entre Nós” (Fences) que, embora não seja baseado em um livro, também concorreu à categoria de Melhor Roteiro Adaptado.

Isso devido ao fato de que o roteiro foi inspirado na aclamada e premiada peça teatral homônima, de 1983, escrita por August Wilson, e ganhadora do Pulitzer e do Tony Awards. Dirigido e estrelado por Denzel Washington, o filme indicado a quatro Oscars, incluindo o de Melhor Filme, venceu na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (Viola Davis).


No entanto, também há casos de filmes baseados em livros que não concorrem à categoria, como o longa-metragem “Até o Último Homem” (Hacksaw Ridge), que embora baseado no romance homônimo escrito por Jeff Shaara não foi indicado à categoria de Melhor Roteiro Adaptado. Isso, talvez, devido ao fato de tanto o roteiro do filme quanto o livro terem sido inspirados na história real de Desmond T. Doss, o primeiro objetor de consciência militar na história dos EUA a receber a Medalha de Honra do Congresso.

Dirigido por Mel Gibson, e com roteiro de Randall Wallace e Robert Schenkkan, o filme recebeu 5 indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator (Andrew Garfield). Tendo levado para casa duas estatuetas, a de Melhor Montagem e Melhor Mixagem de Som.


Das páginas dos livros para as telas do cinema, temos o filme “Estrelas Além do Tempo” (Hidden Figures), baseado no livro biográfico escrito por Margot Lee Shetterly, que conta a história do grupo de três mulheres afro-americanas da NASA que foram parte fundamental para a trajetória dos Estados Unidos na corrida espacial durante os anos 60.

Dirigido pelo cineasta e roteirista Theodore Melfi, o filme, estrelado por Taraji P. Henson, Octavia Spencer, Janelle Monáe, Kevin Costner, Kirsten Dunst e Jim Parsons, recebeu três indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Filme e Melhor Roteiro Adaptado, escrito por Allison Schroeder e Theodore Melfi.


Dirigido pelo premiado cineasta Denis Villeneuve, com roteiro adaptado por Eric Heisserer e estrelado por Amy Adams, Jeremy Renner e Forest Whitaker, “A Chegada” (Arrival) é inspirado no livro “História da sua vida e outros contos” de Ted Chiang. O filme recebeu 8 indicações ao Oscar deste ano, incluindo a de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Filme, levando para casa a estatueta de Melhor Edição de Som.


O longa-metragem “Lion: Uma Jornada para Casa” (Lion) recebeu seis indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Filme, assim como a de Melhor Ator Coadjuvante (Dev Patel), Melhor Atriz Coadjuvante (Nicole Kidman), Melhor Fotografia e Melhor Trilha Sonora. Dirigido por Garth Davis, com roteiro adaptado por Luke Davis, o filme é inspirado no livro autobiográfico “Uma longa jornada para casa” de Saroo Brierley, que conta a história de um menino indiano de cinco anos que se perde de sua família a milhares de quilômetros longe de casa.


E o Oscar foi para... “Moonlight”!

Dirigido e escrito por Barry Jenkins, o longa-metragem, vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme Dramático, conquistou o Oscar deste ano nas categorias de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator Coadjuvante (Mahershala Ali). Além de ter sido o grande vencedor da noite, sendo premiado como Melhor Filme, depois de uma pequena confusão que levou Warren Beatty e Faye Dunaway a anunciarem o filme errado.

Com 8 indicações ao Oscar, “Moonlight: Sob a Luz do Luar” é baseado na obra “Moonlight” do escritor Tarell Alvin McCraney, que narra a história de Black, desde a infância até a idade adulta, em sua emocionante jornada de autoconhecimento, para encontrar o seu lugar no mundo. 


Mais Adaptações

Vários outros filmes baseados em obras literárias também concorreram ao Oscar 2017, em diversas categorias, como o longa “Mogli: O Menino Lobo” (The Jungle Book), inspirado na obra de Rudyard Kipling, que contra todas as apostas levou para casa a estatueta de Melhores Efeitos Visuais, desbancando os sucessos de bilheteria “Doutor Estranho” e “Rouge One”.

Há ainda “Animais Fantásticos e Onde Habitam” (Fantastic Beasts and Where to Find Them), o primeiro longa da franquia Harry Potter a ganhar um Oscar. Dirigido por David Yates e com roteiro adaptado pela autora J. K. Rowling, criadora da famosa saga literária, o filme recebeu duas indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Design de Produção, tendo levado para casa a estatueta de Melhor Figurino (Colleen Atwood).

Já na categoria de Melhor Documentário em Longa-Metragem concorreram os longas “Eu Não Sou Seu Negro” (I Am Not Your Negro), baseado no manuscrito inacabado “Remember This House” do escritor James Baldwin. Assim como “Life, Animated”, baseado no livro “Life, Animated: A Story of Sidekicks, Heroes, and Autism” de Ron Suskind. Enquanto que na categoria de Melhor Fotografia concorreu o filme “Silêncio” (Silence), dirigido por Martin Scorsese e baseado no romance do escritor japonês Shusaku Endo (1923-1996).

Também concorreram ao Oscar os filmes “Sully: O Herói do Rio Hudson”, inspirado na biografia homônima de Chesley “Sully” Sullenberger e Jeffrey Zaslow. Além de “13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi”, baseado no livro homônimo escrito por Mitchell Zuckoff, e o longa sueco “A Man Called Ove” baseado na obra homônima do autor Fredrik Backman. Assim como o filme “Animais Noturnos” (Nocturnal Animals), inspirado no livro “Tony & Susan” de Austin Wright.

Sem falar no sucesso de bilheteria “Rogue One: Uma História Star Wars”, que inspirou uma série de livros escrita por diversos autores. O filme concorreu às categorias de Melhor Mixagem de Som e de Melhores Efeitos Visuais. Outro longa que inspirou uma série de livros é “Star Trek: Sem Fronteiras”, que foi indicado ao Oscar de Melhor Maquiagem e Cabelo, mas para a surpresa de todos quem levou a estatueta para casa foi “Esquadrão Suicida”.

Assim, em meio a discursos emocionados, homenagens comoventes, incríveis performances musicais, belíssimas apresentações e uma certa confusão aqui e ali, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas reservou inúmeras surpresas para o público, algumas boas, outras nem tanto, mas todas memoráveis, como Michael J. Fox entrando no palco com o DeLorean.

Confira a lista completa dos indicados e vencedores do Oscar 2017 no site Omelete.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Goodreads Choice Awards 2016

domingo, fevereiro 26, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


Véspera de Carnaval, as pessoas vão às ruas para entrar na folia, mas nem todos, pois muitos preferem ficar em casa e fazer uma maratona de sua série preferida, ou simplesmente curtir um bom livro. E para os leitores, que ainda estão em dúvida quanto as suas listas de leituras, aqui vai uma sugestão, o “Goodreads Choice Awards” elegeu em 2016 os melhores livros do ano.


O concurso é realizado pela maior rede social de livros, a Goodreads, que possui cerca de 55 milhões de usuários e mais de 1,5 bilhões de obras cadastradas. Sendo que são os próprios usuários da rede social que escolhem, por meio de votação online, as melhores obras do ano, indicadas por críticos especializados e divididas em 20 categorias literárias. 

Os Vencedores

Para a alegria dos leitores brasileiros, muitas das obras vencedoras já foram publicadas no país por diversas editoras. Como o bestseller “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” (Harry Potter and the Cursed Child), nono livro da saga do famoso bruxinho da escritora J. K. Rowling, eleito o melhor livro na categoria Fantasia, tendo sido lançado no país em outubro de 2016 pela editora Rocco.

Considerado um sucesso de críticas e vendas, “Último Turno” (End of Watch), o surpreendente final da trilogia bestseller do New York Times, que teve inicio com a obra “Mr. Mercedes” do mestre do suspense Stephen King, lançado pela editora Suma de Letras em 2016, conquistou o título de melhor livro na categoria Mistério & Thriller. 

Outra obra que tem feito muito sucesso no Brasil e no mundo é “O Oráculo Oculto” (The Hidden Oracle), primeiro volume da saga “As Provações de Apolo” do autor Rick Riordan, que mais uma vez tem sua obra eleita na categoria Middle Grade & Children's. O livro foi lançado no ano passado pela editora Intrínseca, assim como “A Garota com a Tribal nas Costas” (The Girl with the Lower Back Tattoo) de Amy Schumer, eleito o melhor livro na categoria Humor.

Já o primeiro lugar na categoria Science Fiction ficou com “Estrela da Manhã” (Morning Star), terceiro e último volume da famosa saga “Red Rising” do escritor Pierce Brown, publicada no Brasil pela editora Globo Livros. Enquanto que a obra “Corte de Névoa e Fúria” (A Court of Mist and Fury), segundo volume da série “Corte de Espinhos e Rosas” de Sarah J. Maas, lançada pela editora Galera Record, conquistou o título de melhor livro na categoria Young Adult Fantasy & Science Fiction

O que faz de Pierce Brown, Sarah J. Maas e Rick Riordan, campeões invictos do Goodreads Choice Awards, ao lado da autora Colleen Hoover, cuja mais recente obra “It Ends with Us”, prevista para ser lançada pela editora Galera Record em 2017, conquistou o título de melhor livro na categoria Romance. E por falar em romances, a obra “Truly Madly Guilty” da escritora Liane Moriarty, prevista para ser lançada em junho deste ano pela editora Intrínseca, foi eleita na categoria de melhor livro de Ficção. 

Considerado um dos dez melhores livros de 2016 pelo New York Times, o vencedor do The National Book Award, “The Underground Railroad” de Colson Whitehead, previsto para ser lançado em abril de 2017 pela HarperCollins Brasil, foi eleito a melhor obra na categoria Historical Fiction. Mais uma obra prevista para ser lançada este ano no país é “Salt to the Sea” (Editora Arqueiro) de Ruta Sepetys, eleito melhor livro na categoria Young Adult Fiction. Assim como o romance policial “The Fireman” (Editora Arqueiro) de Joe Hill, vencedor da categoria de melhor livro de Horror.

Nas categorias Debut Goodreads Author e Graphic Novels & Comics foram eleitos o bestseller “A Rebelde do Deserto”, primeiro livro da série “Rebel of the Sands” da autora estreante Alwyn Hamilton, e a graphic novel “Ninguém vira adulto de verdade” (Adulthood Is a Myth) de Sarah Andersen. Ambas publicadas no país em 2016 pela editora Seguinte. Sendo que na categoria Memória & Autobiografia foi eleito o livro “O Último Sopro de Vida” (When Breath Becomes Air) do escritor Paul Kalanithi, lançado no ano passado pela editora Sextante.

Assim, dentre os 20 livros vencedores do Goodreads Choice Awards, nove já foram publicados no Brasil e pelo menos cinco estão previstos para serem lançados este ano. No entanto, infelizmente, seis obras ainda não têm previsão para lançamento no país, como a biografia “Leonard: My Fifty-Year Friendship with a Remarkable Man” de William Shatner, que conquistou a categoria de melhor History & Biography.

Confira as demais categorias e suas obras vencedoras no infográfico a baixo:


Saiba mais sobre os livros e o concurso no site oficial da Goodreads e confira também as mensagens de agradecimento que os autores vencedores postaram no site.

Boas leituras, leitores! ;)

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Citação do Dia #48

segunda-feira, fevereiro 20, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


"Queria ser uma criança de novo, meio selvagem, livre e atrevida, rindo das injúrias em vez de enlouquecer por causa delas." - Emily Brontë (O Morro dos Ventos Uivantes)

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Todos de pé para Perry Cook já nas livrarias

sexta-feira, fevereiro 17, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora HarperCollins Brasil lança, oficialmente, “Todos de pé para Perry Cook” da premiada autora americana Leslie Connor.


Com 288 páginas e tradução de Regiane Winarski, “All Rise for the Honorable Perry T. Cook”, título original da obra publicada pela primeira vez em março de 2016 nos EUA, narra a emocionante jornada do jovem Perry Cook para se reunir com sua mãe.

A história

Aos 11 anos, Perry Cook só conheceu uma casa: o Instituto Penal Misto Blue River. Mas apesar de ter nascido e sido criado em uma penitenciária, ele não deseja viver em nenhum outro lugar, pois lá ele tem a mãe, a benevolente diretora e um grupo de prisioneiros divertidos e bondosos que lhe ensinam lições valiosas todos os dias.

No entanto, quando o novo promotor descobre a permanência irregular de Perry em Blue River, ele decide libertar o menino, mesmo contra a vontade dele. Em sua jornada para se reunir com a mãe, Perry irá mergulhar em uma investigação sobre o crime que a levou à prisão.

Saiba mais sobre a obra no site oficial da editora HarperCollins Brasil.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

A Mina de Ouro e Outras Histórias ganha nova edição

quinta-feira, fevereiro 16, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


A L&PM Editores lança a nova edição de “A Mina de Ouro e Outras Histórias”, uma coletânea de contos escritos pela rainha do crime, Agatha Christie.


Com 304 páginas e tradução de Bruno Alexander, a edição em tamanho pocket de “The Golden Ball and Other Stories”, título original da obra publicada pela primeira vez em 1971, conta com 15 histórias, que misturam com perfeição, mistério, suspense, romance e o sobrenatural.

“Seu talento literário sem igual ultrapassou qualquer barreira.” - John Curran, autor de Os Diários Secretos de Agatha Christie

A história

Forças sobrenaturais, espíritos de outro mundo, enigmas terrenos. Não importa se o perigo vem do além ou da casa ao lado, Agatha Christie nos transporta para os mais diversos mistérios, não necessariamente policiais, na companhia de inúmeros personagens como Hercule Poirot, e vários outros. 

No entanto, nessa coletânea, não espere encontrar todas as respostas, pois alguns mistérios estão fadados a permanecer assim, mistérios... Como “O estranho caso de Sir Arthur Carmichael”, um rapaz simpático, que vai dormir com a saúde impecável e na manhã seguinte é encontrado perambulando pelas ruas, assustado e incapaz de reconhecer qualquer pessoa.

A obra é composta pelos contos O Mistério de Lorde Listerdale (The Listerdale Mystery), A Moça do Trem (The Girl in the Train), A Bravura de Edward Robinson (The Manhood of Edward Robinson), Jane Procura Emprego (Jane in Search of a Job), Um Domingo Frutífero (A Fruitful Sunday), A Mina de Ouro (The Golden Ball), A Esmeralda do Rajá (The Rajah's Emerald), O Canto do Cisne (Swan Song), O Cão da Morte (The Hound of Death), A Cigana (The Gypsy), O Lampião (The Lamp), O Estranho Caso de Sir Arthur Carmichael (The Strange Case of Sir Arthur Carmichael), O Chamado das Asas (The Call of Wings), Flor de Magnólia (Magnolia Blossom), e Não Fosse o Cachorro (Next to a Dog).

Saiba mais sobre o livro no site oficial da L&PM Editores.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Editora Intrínseca lança novo livro de Jojo Moyes

quarta-feira, fevereiro 15, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Intrínseca lança, oficialmente, hoje o mais novo livro da autora bestseller britânica Jojo Moyes, a coletânea “Paris para Um e Outros Contos”.


“Paris For One”, título original da obra publicada pela primeira vez em outubro de 2016, conta com tradução de Adalgisa Campos da Silva, Marina Vargas, e Viviane Diniz, além de 240 páginas, nas quais apresenta dez divertidas e encantadoras histórias, com alguns dos personagens mais famosos da autora e mais alguns inéditos.

“Atrevidas, engraçadas e autênticas, as histórias desta coletânea são Jojo Moyes em sua essência.” - Publishers Weekly

A história

No conto que dá título ao livro, a jovem Nell planeja um final de semana romântico em Paris com o namorado e fica sabendo, já na estação, que ele desistiu de acompanhá-la. Sozinha em um país estrangeiro, ela descobre uma nova versão de si mesma, independente e corajosa.

Outros contos incluem um assalto a uma joalheria com uma reviravolta amorosa, a história de uma mulher que passa um dia inteiro com os sapatos de outra pessoa e um shopping lotado de pessoas fazendo compras de Natal que vai revelar a uma esposa estressada o que de fato importa na vida. Já no conto "Lua de Mel em Paris", que fecha a coletânea, há o reencontro com as personagens Liv e Sophie do bestseller “A garota que você deixou para trás”, que acreditam que o casamento é apenas o início de suas histórias de amor.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Intrínseca.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

L&PM Editores lança novos livros de Jane Austen

terça-feira, fevereiro 14, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


Os fãs de Jane Austen já podem comemorar, pois a L&PM Editores lança, oficialmente, nas livrarias de todo país, dois novos livros da renomada autora britânica. 


Os livros, em edição de bolso, contam com tradução de Rodrigo Breunig e uma belíssima ilustração de capa da artista alemã Birgit Amadori, que faz parte da coleção “Vintage Classics” lançada, originalmente, em 2007 pela editora britânica Random House.

Amor e Amizade

Com 144 páginas e apresentação de G.K. Chesterton, “Amor e Amizade & Outras Histórias” (Love and Friendship) é uma seleção das primeiras histórias escritas por Jane Austen, durante sua juventude. São ao todo três romances escritos na forma de narrativas epistolares, contadas por meio de cartas.

O primeiro deles é “Amor e Amizade”, escrito pela autora em 1790, aos seus 15 anos. O romance mostra a troca de correspondência entre Laura, uma mulher madura, e Marianne, a jovem filha de uma amiga, na qual Laura relata as desventuras amorosas da sua mocidade, que inclui amores proibidos, fugas da família, e muitos e hilários desmaios. 

O livro conta ainda com as histórias “As Três Irmãs” (The Three Sisters) e “Uma Coleção de Cartas” (A Collection of Letters), que foram escritas por Austen, em estilo cômico, antes de a autora completar 17 anos, entre 1791 e 1792.

Lady Susan

Já “Lady Susan, Os Watson e Sanditon” (Lady Susan, The Watsons, Sanditon), conta com 240 páginas, nas quais narra à história de uma das personagens mais calculista e odiosa já criada por Jane Austen, além de duas obras inacabadas da autora, “Os Watson” e “Sanditon”.

Abordando de forma satírica os costumes e a moral da época, “Lady Susan” põe em cena uma bela e ardilosa aristocrata que se tornou viúva e não hesita em manipular as pessoas, especialmente os homens, a seu bel-prazer. Monstro egoísta, joga com o destino dos sobrinhos e da própria filha, que considera sem charme e sem inteligência. 

Não se sabe ao certo quando Austen escreveu o romance, acredita-se que tenha sido entre 1794 e 1805. O que se sabe é que ela preferiu não apresentar o texto para publicação, e este permaneceu desconhecido por mais de 50 anos após a morte da autora.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Citação do Dia #47

segunda-feira, fevereiro 13, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


"Apesar de às vezes desejar voltar o relógio do tempo e apagar todas as tristezas, sentia que, se o fizesse, a alegria também diminuiria." - Nicholas Sparks (À Primeira Vista)

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

A Roda da Eternidade já nas livrarias

domingo, fevereiro 12, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


O terceiro e último volume da saga “EntreMundos” criada pelo escritor bestseller britânico Neil Gaiman em parceria com o premiado autor Michael Reaves e sua filha Mallory, já se encontra nas livrarias de todo país, lançado pela editora Rocco Jovens Leitores.


“A Roda da Eternidade” (Eternity’s Wheel), publicado originalmente em maio de 2015, conta com tradução de Viviane Diniz e 256 páginas, nas quais narra o emocionante desfecho da saga de Joey Harker e dos outros andarilhos, numa história repleta de ação, aventura, viagens no tempo e espaço, mágica, ciência e personagens carismáticos.

A história

Joey Harker nunca quis ser um líder, mas o destino o levou a este papel. E agora é sua responsabilidade evitar o fim do EntreMundos, do Multiverso e tudo mais que existe. 

Desde que descobriu ser um Andarilho, capaz de andar entre dimensões, Joey imaginava ter encontrado seu lugar como um agente do EntreMundos (organização responsável por manter a paz nos vários universos e dimensões), mas sua última missão foi um desastre e colocou todo o universo em risco. A Cidade-base, quartel-general do EntreMundos, está perdida no fluxo temporal e a ameaça da Noite Gélida está cada vez mais próxima. Machucado e solitário, Joey desperta em um futuro devastado, e apesar de não querer estar no comando, ele precisará assumir um papel para o qual não sabe se está preparado, para não deixar seus amigos e todo o universo na mão.

Bestseller do New York Times, a série de ficção científica criada por Neil Gaiman é composta pelos livros “EntreMundos” (InterWorld), publicado originalmente em 2007 e lançado no Brasil em 2014. Seguido de “Sonho de Prata” (The Silver Dream), publicado originalmente em 2013 e lançado no país em 2015. E fechando com chave de ouro a trilogia tem “A Roda da Eternidade” (Eternity’s Wheel). Sendo que todos os livros foram publicados no país pela editora Rocco Jovens Leitores.

Saiba mais sobre a obra no site oficial da editora Rocco Jovens Leitores.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

A Volta ao Mundo em 80 Dias em edição de luxo

quinta-feira, fevereiro 09, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Zahar lança, oficialmente, hoje a edição de luxo comentada e ilustrada do clássico “A Volta ao Mundo em 80 Dias” do renomado escritor francês Jules Verne.


Um dos mais conhecidos e adorados romances de Jules Verne, “Le tour du monde en quatre-vingts jours”, título original da obra publicada pela primeira vez em 30 de janeiro de 1873 na França, conta com 240 páginas, nas quais o autor narra a incrível aventura do cavalheiro inglês Phileas Fogg, que enfrenta tempestades marítimas, fanáticos religiosos, sabotagens, ataques de índios e de lobos famintos, durante sua jornada de 80 dias pelos mais diversos locais, culturas e situações.

A história

Londres, 1872. Ao ser desafiado por seus companheiros de clube, o cavalheiro inglês Phileas Fogg aposta, toda sua fortuna, que é capaz de dar a volta ao mundo em 80 dias. Homem de poucas palavras e rotina inabalável, Fogg inicia a viagem no mesmo dia, levando apenas uma bolsa, e seu empregado recém-contratado, Jean Passepartout.

De Londres a Yokohama a Nova York, passando por Bombaim, Hong Kong, e outras cidades, em barcos, trens, trenó e elefante, nossos heróis vivem as mais diversas aventuras. Sendo que ao longo do caminho eles acabam se esbarrando no inspetor Fix e na deslumbrante Miss. Alda, que prometem tornar essa viagem ainda mais interessante.

Considerada uma das grandes obras da literatura mundial, o romance de aventura de Jules Verne vem conquistando gerações de leitores em todo o mundo, tendo inspirado as mais diversas adaptações para o cinema, TV, teatro e quadrinhos.

Já essa edição, parte da coleção “Clássicos Zahar”, possui texto integral com tradução de André Telles, apresentação de Joca Reiners Terron, cerca de 30 ilustrações originais e mais de 200 notas explicativas, além da cronologia da vida e obra do autor. Sendo que a versão impressa apresenta ainda uma belíssima edição em capa dura e acabamento de luxo.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Zahar.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Diário de uma Paixão ganha nova edição

quarta-feira, fevereiro 08, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


Atenção fãs de Nicholas Sparks, mais um dos bestsellers do autor acaba de ganhar uma nova edição lançada, oficialmente, hoje pela editora Arqueiro.


“Diário de uma Paixão” (The Notebook), publicado originalmente em outubro de 1996 e adaptado para os cinemas em 2004, conta com tradução de Viviane Diniz  e 176 páginas, nas quais é narrada a emocionante história de Allie Nelson e Noah Calhoun, dois jovens que descobrem o verdadeiro significado da paixão.

“Quando me sentei para planejar a história de Noah e Allie, muitos anos atrás, nunca imaginei aonde minha própria jornada me levaria. Embora tenha gostado de escrever todos os meus livros, sempre terei um carinho especial por Diário de uma Paixão.” – Nicholas Sparks

A história

   Duke é um homem simples com uma vida modesta, mas que amou alguém de todo o coração e, para ele, isso sempre foi suficiente. Na clínica de repouso em que vive, Duke se dedica a ler poemas para os outros pacientes, mas, para uma senhora que sofre de Alzheimer, e somente para ela, lê um diário especial à espera de que um milagre aconteça.
  Nele está escrita a história de Allie Nelson e Noah Calhoun, dois jovens apaixonados, que são separados por uma série de obstáculos e mal-entendidos. Muitos anos depois, a vida os uni novamente e a paixão volta com todo o seu fulgor. Noiva de um bem-sucedido advogado, Allie precisa optar entre manter o rumo estável de sua vida ou se entregar ao verdadeiro amor, correndo todos os riscos.
    Com a leitura do diário, Duke recorda a própria vida e, às vezes, a senhora consegue romper as barreiras da doença e retomar sua antiga identidade alegre e vivaz.

Sucesso de crítica e público, “Diário de uma Paixão” foi o primeiro romance publicado por Nicholas Sparks, inspirado na história real dos pais de sua esposa. O livro levou cerca de seis meses para ser escrito, e entrou para a lista de bestsellers do New York Times já na primeira semana de lançamento.

Saiba mais sobre a obra no site oficial da editora Arqueiro.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Frankenstein comemora 200 anos com edição de luxo

segunda-feira, fevereiro 06, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora DarkSide Books lança, oficialmente, hoje a mais nova edição do clássico da literatura de terror “Frankenstein, ou o Prometeu Moderno” da autora britânica Mary Shelley.


Comemorando seu 200º aniversário, “Frankenstein”, publicado originalmente em 1818, conta com 304 páginas, texto integral, com tradução de Márcia Xavier de Brito, além de ilustrações inéditas de Pedro Franz, artista visual e autor de quadrinhos reconhecido internacionalmente. A obra também possui capa dura e é impressa em duas cores, preto e sangue.

“E agora, mais uma vez, desejo à minha hedionda criatura que viva e seja feliz.” – Mary Shelley

A história

Victor Frankenstein é um cientista obcecado que desafia as leis da natureza e põe em risco a vida daqueles que ama, ao dar vida a uma criatura quase humana que deseja ser um de nós, mas só encontra medo, ódio e morte pelo caminho.

A obra, que faz parte da coleção “Medo Clássico”, conta ainda com quatro contos extras que versam sobre o mesmo tema do romance, a Imortalidade e os perigos e percalços daqueles que se arriscam à tentação de criar vida. Entre eles estão “Valério: O Romano Reanimado”, “Roger Dodsworth: O Inglês Reanimado”, “Transformação”, e “O Imortal Mortal”. Todas as histórias pesquisadas e traduzidas pelo estudioso do gênero, Carlos Primati.

Considerado pelo mestre do suspense Stephen King como “a raiz principal da ficção científica tal como a conhecemos hoje”, o livro de estreia de Mary Shelley é um marco do romance gótico, além de um ícone do terror, que há duzentos anos vem fascinando gerações de leitores em todo o mundo. Tendo sido adaptado para os mais diversos meios, como o cinema, a TV, os quadrinhos e o teatro.

Saiba mais sobre a obra no site oficial da editora DarkSide Books.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Citação do Dia #46

segunda-feira, fevereiro 06, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


"Você só tem que perdoar uma vez. Mas para se ressentir, você tem que fazer isso o dia todo, todo dia." - M. L. Stedman (A Luz Entre Oceanos)

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

DarkSide Books lança Medo Clássico

quinta-feira, fevereiro 02, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora DarkSide Books lança, oficialmente, “Edgar Allan Poe: Medo Clássico”, o primeiro volume da obra completa do autor mestre da literatura fantástica.


Uma homenagem a Edgar Allan Poe e um dos primeiros títulos da coleção “Medo Clássico”, o livro conta com 384 páginas, tradução primorosa de Marcia Heloisa, capa dura e belíssimas ilustrações em xilogravura do artista gráfico Ramon Rodrigues. A obra tem ainda prefácio do poeta Charles Baudelaire, admirador confesso de Poe e seu primeiro tradutor na França.

“O melhor de Poe nunca envelhece. Seus contos ainda nos deixam maravilhados. E suspeito que eles serão eternos.” – Neil Gaiman

A obra

Pela primeira vez, numa edição nacional, os contos de Poe são divididos por temas, que ajudam a visualizar a enorme abrangência da obra do autor. Entre eles a morte, narradores homicidas, mulheres etéreas, aventuras, além das histórias completas do detetive Auguste Dupin, personagem que inspirou Sherlock Holmes.

O livro apresenta ainda o poema “O Corvo” na sua versão original, em inglês, e nas suas mais importantes traduções para o português, a de Machado de Assis (1883) e a de Fernando Pessoa (1924), assim como o clássico ensaio sobre o poema, “A Filosofia da Composição”.

Medo Clássico

Para a alegria dos fãs de Edgar Allan Poe, a DarkSide Books anunciou em seu site oficial que já está trabalhando no segundo volume da obra. Sendo que, além de Poe, outros renomados autores, como Mary Shelley, Bram Stoker e H.P Lovecraft também farão parte da coleção “Medo Clássico”.

Um projeto feito de fã para fã, a coleção contará sempre com capa dura, texto integral, traduzido por profissionais com profundo conhecimento das obras originais, além de ilustrações exclusivas de renomados artistas brasileiros, e muito mais.

Saiba mais sobre a obra no site oficial da editora DarkSide Books.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Editora Arqueiro lança A Cruz de Fogo

quarta-feira, fevereiro 01, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Arqueiro lança, oficialmente, o quinto volume da famosa série “Outlander” da autora americana Diana Gabaldon.


Com 720 páginas e tradução de Carolina Caires Coelho, “A Cruz de Fogo” (The Fiery Cross) é uma história sobre lealdade, dividida em dois volumes, que narram o empenho de Jamie em proteger sua família, construir uma comunidade e manter suas terras às vésperas de um conflito histórico, no qual ele deve escolher um lado. Sendo que, junto a ele, estão sua mulher Claire, sua filha Brianna e seu genro Roger, que nasceram no século XX e agora tentam se adaptar à vida no século XVIII.

“Complexo e apaixonante. O texto é magnífico – exuberante, evocativo, sensual, com riqueza de detalhes históricos e uma boa dose de humor.” – Library Journal

A história

Carolina do Norte, 1771. O frágil equilíbrio entre a aristocracia colonial e os pioneiros está ameaçado. E entre esses dois lados, prestes a entrar em conflito, está Jamie Fraser, um homem de honra exilado de sua amada Escócia. Convocado a liderar uma milícia para conter as insurgências, ele sabe que quebrar o juramento que fez à Coroa inglesa o tornará um traidor, mas mantê-lo será a certeza de sua ruína.

A guerra se aproxima, garantiu sua esposa, Claire. E, mesmo não querendo acreditar nesse triste futuro, Jamie está ciente de que não pode ignorar o conhecimento, que apenas uma viajante do tempo poderia ter.

Bestseller do The New York Times, a saga “Outlander” de Diana Gabaldon mistura de forma surpreendente ficção científica, romance, aventura e fatos históricos numa série de oito livros. Entre eles, “A Viajante do Tempo” (1991), “A Libélula no Âmbar” (1992), “O Resgate no Mar” (1993), “Os Tambores do Outono” (1996), “A Cruz de Fogo” (2001), “Um Sopro de Neve e Cinzas” (2005), “Ecos do Futuro” (2009) e “Written in My Own Heart's Blood” (2014). Sendo que, os livros foram publicados no Brasil pelas editoras Rocco e Arqueiro, com exceção do último volume ainda sem previsão no país. 

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Arqueiro.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!