Homenagem a Millôr Fernandes na TV Cultura

sábado, março 31, 2012 Iuçara Soares 0 Comentários , ,


Em homenagem ao jornalista e escritor Millôr Fernandes, a TV Cultura reapresentará, neste sábado às 18h30, a entrevista concedida por ele ao programa “Roda Viva”, em 1989.

Millôr Fernandes / foto:divulgação
Desenhista, humorista, jornalista, poeta, dramaturgo, escritor e tradutor, Millôr Fernandes morreu na última terça-feira, 27 de março, aos 88 anos, deixando uma enorme saudade entre os fãs.

Millôr trabalhou em alguns dos veículos impressos mais importantes do Brasil, como O Cruzeiro, O Pasquim, Veja e Jornal do Brasil, entre vários outros, sendo considerado uma das principais figuras da imprensa brasileira no século XX. 

O jornalista também se aventurou em diversas outras áreas, como a dramaturgia, a ilustração, e a literatura, nas quais obteve sucesso de crítica e de público, sendo inúmeras vezes premiado.

TV Cultura

No centro do “Roda Viva” deste sábado, Millôr fala sobre política, poder, teatro, humor e desenho. O jornalista faz ainda críticas ao governo, intelectuais e artistas, sempre com muito humor.
foto: divulgação
O programa é apresentado por Augusto Nunes e tem como entrevistadores Ivan Ângelo (escritor), Marta Goes (Na época, subeditora do Caderno 2 do jornal O Estado de S. Paulo), Leo Gilson Ribeiro (crítico literário) e Ethevaldo Dias (então diretor da sucursal do Jornal do Brasil em Brasília).

Além de Ruy Castro (jornalista), Casimiro Xavier de Mendonça (crítico de arte), Cora Rónai (jornalista do antigo caderno B do Jornal do Brasil e mulher de Millôr) e a presença do cartunista Paulo Caruso.
 
O programa vai ao ar esta noite, às 18h30, na TV Cultura, podendo também ser assistido ao vivo pelo site CMAIS, que exibe uma página especial sobre Millôr.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Prêmio Abril de Personagens 2012

sexta-feira, março 30, 2012 Iuçara Soares 2 Comentários


Roteiristas e desenhistas estão convidados a mostrar seu talento na segunda edição do Prêmio Abril de Personagens, que tem como objetivo promover a produção brasileira de conteúdo infanto-juvenil de qualidade.

Em sua primeira edição, o concurso teve mais de 600 inscritos entre os quais dois foram escolhidos como vencedores, o cartunista Lucas Lima e o designer Fabrício Pretti responsáveis pelas HQs “UFFO — Uma Família Fora de Órbita” e “O Garoto Vivo”, respectivamente.

Para participar os concorrentes, maiores de 18 anos, terão que criar narrativas originais em forma de histórias em quadrinhos voltadas para crianças de 7 a 12 anos. 

As histórias podem ser de humor, ação, aventura, mistério, ou qualquer outro gênero, sendo vetadas apenas as histórias com teor impróprio para o público-alvo. 

Os trabalhos serão avaliados por representantes da Editora Abril e da Associação Brasileira de Produtores Independentes de Televisão (ABPI-TV) e o material selecionado será submetido à apreciação e votação do público.

Ao final do concurso, o vencedor irá assinar um contrato com a Editora Abril e terá sua obra publicada, além de ser premiado com a quantia de 5 mil reais.

As inscrições para o concurso devem ser feitas até o dia 30 de abril, pelo site oficial do Prêmio Abril de Personagens

2 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Os Descendentes

sábado, março 24, 2012 Iuçara Soares 0 Comentários


O filme, dirigido por Alex Payne, conquistou o Oscar deste ano na categoria de Melhor Roteiro Adaptado. Além de levar para casa dois Globos de Ouro nas categorias de Melhor Filme de Drama e Melhor Ator.


Inspirado no livro homônimo da escritora norte-americana Kaui Hart Hemmings, o longa-metragem se passa no Havaí e é protagonizado pelo renomado ator George Clooney.

A história

      Matthew King é considerado um dos homens mais ricos da ilha, devido ao fato de um de seus ancestrais ter se casado com uma princesa havaiana. O que faz de Matt um descendente real, além de um dos maiores proprietários de terra do Havaí.
     No entanto, após sua mulher sofrer um acidente de barco e ficar em coma, Matt se vê obrigado a mudar sua rotina de pai ausente e assumir o controle de sua família, ou seja, de suas duas filhas, Scottie de 10 anos e Alex de 17.
      Mas é a surpreendente revelação de que sua mulher o está traindo, que faz com Matt pegue as filhas e inicie uma viagem pelo arquipélago havaiano em busca da identidade do amante. Em meio à correria o trio, acompanhado de Sid, amigo de Alex, acaba descobrindo a si mesmos no processo e aprendendo a construir seu próprio legado.

O filme mostra, basicamente, a história de uma família imperfeita, como tantas outras, que após um trágico evento luta para se reaproximar. E é com a simplicidade desse roteiro que Alex Payne consegue tocar o público e emocionar multidões, sem ser considerado melodramático ou piegas.

Além de uma história comovente, o longa também conta com um leve toque de humor, como é possível observar nas tentativas de Matt em descobrir quem é o amante de sua esposa. 

A autora

foto:divulgação
Kaui Hart Hemmings cresceu no Havaí e se graduou pela Colorado College e pela Sarah Lawrence College, além de ter sido bolsista na Universidade de Stanford.   

A escritora também teve seus textos publicados em diversos veículos, como The Sun, The Best American Nonrequired Reading 2004 e The Best New American Voices 2006.

Ela é também autora de uma coleção de contos intitulada “House of Thieves”, na qual se baseou para criar seu primeiro romance, o best-seller, “Os Descendentes”, que conquistou inúmeros elogios da crítica.

 “Hemmings consegue ser irreverente ao ponto de chocar, ao mesmo tempo em que nos diverte sem nunca deixar de transmitir uma poderosa força emocional”, afirma o jornal inglês “The Guardian”.

Havaí

Um dos fatos interessantes, tanto no livro quanto no filme, é a forma como a história põe de lado a visão paradisíaca e turística do Havaí para mostrá-lo sob o olhar dos próprios havaianos. 

Pessoas comuns que lidam com questões normais como perdas, traições, problemas familiares e financeiros. E que não passam o dia todo na praia surfando e tomando bebidas exóticas.

Confira o trailer do filme (legendado):

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Campanha incentiva doação de livros

quinta-feira, março 22, 2012 Iuçara Soares 0 Comentários


Inspirada nos contos de fadas, a agência publicitária Paz Comunicação Estratégica desenvolveu uma campanha publicitária de incentivo a doação de livros a pedido da ONG Só Ação Movimento Solidário de Recife.

Na campanha, personagens como Pinóquio, Chapeuzinho Vermelho e os Três Porquinhos são retratados como moradores de rua, com intuito de ressaltar o estado de abandono em que se encontram os livros colocados de lado por seus donos. Assim, com o slogan “Não abandone seus livros, Doe”, a ação propõe que seja dada uma nova chance a esses livros, como, por exemplo, serem doados a crianças carentes.

Com pontos de recolhimento em vários locais de Recife, a campanha conta ainda com a parceria da Bienal do Livro de Pernambuco que irá contribuir com a divulgação. 

Confira os anúncios:

Pinóquio / foto:divulgação
Chapeuzinho Vermelho / foto:divulgação
Os Três Porquinhos / foto:divulgação
Saiba mais sobre a Paz Comunicação Estratégica no site oficial da agência. 

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Dia Mundial da Poesia

quarta-feira, março 21, 2012 Iuçara Soares 0 Comentários


Países do mundo inteiro comemoram hoje o “Dia Mundial da Poesia”. Instituído, em 16 de novembro de 1999, pela UNESCO, com o propósito de promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia através do mundo.


Considerada uma manifestação literária, a poesia se diferencia da prosa em forma e conteúdo, sendo escrita em versos e permitindo ao autor uma expressão maior de seus sentimentos.

Talvez a mais antiga das artes, está entre os primeiros registros de diversas culturas, encontrada tanto em antigos monólitos quanto em pedras rúnicas e papiros.

Na verdade, muitas obras antigas, dos vedas indianos (1700-1200 a.C.) à famosa Odisséia (800 - 675 a.C.), parecem ter sido compostas em forma de poesia, com o intuito de facilitar a memorização e a transmissão das histórias nas sociedades antigas.

Ao longo desta semana, as celebrações acontecem em toda parte. A começar pela V Semana da Poesia no Rio de Janeiro, que iniciou as comemorações no dia 13 de março. Mas aqueles que ainda não participaram dos eventos, não precisam se preocupar, pois a comemoração irá continuar até o fim do mês.

Já em Lisboa, as celebrações terão inicio neste final de semana, dia 24 de março, no Centro Cultural de Belém (CCB), que irá promover uma série de eventos com a participação do público, como exposições, conferências, maratonas de leitura e oficinas, além da Feira do Livro de Poesia.

Saiba mais sobre a programação dos eventos nos sites Semana da Poesia Rio e CCB.

Confira o vídeo promocional do Dia Mundial da Poesia do CCB:

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

A Vida, o Universo e Tudo Mais

domingo, março 18, 2012 Iuçara Soares 2 Comentários


O terceiro volume da série “O Guia do Mochileiro das Galáxias” de Douglas Adams, mostra a continuação das loucas aventuras de Arthur Dent e seus companheiros, através do tempo e espaço.


A história

 “O tempo é, por assim dizer, o pior lugar onde ficar perdido, como Arthur Dent havia descoberto. Ele já tinha se perdido várias vezes, tanto no tempo quanto no espaço. Pelo menos estar perdido no espaço mantém a pessoa ocupada”.

A história tem inicio com Arthur e Ford ainda presos na Terra Pré-Histórica, onde permaneceram pelos últimos cinco anos. Até serem salvos por um misterioso sofá, que os lança para fora de uma anomalia espaço-temporal e os atira bem no meio de uma partida de críquete, na Londres do século XX, cerca de dois dias antes da destruição da Terra.

Em meio à confusão, eles acabam encontrando com Slartibartfast, o cara que construiu a Terra a pedido dos ratos, e que arrasta a dupla para sua mais nova aventura, salvar o Universo dos temíveis robôs xenófobos do planeta Krikkit.

Uma nova aventura

Nesse volume, Adams usa o planeta Krikkit, uma alusão ao esporte, como paródia da sociedade e de suas inúmeras guerras raciais. 

Deixando mais uma vez o planeta Terra, Arthur e Ford são apresentados por Slartibartfast a sombria e trágica história de Krikkit e seus habitantes. Embora nenhum deles tivesse o mínimo interesse no assunto. Basicamente, o povo de Krikkit eram pessoas encantadoras, agradáveis e meio esquisitonas que acreditavam na paz, justiça, moral, cultura, esporte, vida familiar e na aniquilação de todas as outras formas de vida que não fossem de Krikkit.  

“A idéia de que havia um Universo não se enquadrava em sua visão de mundo, digamos assim. Não podiam lidar com ele. Então, de forma encantadora, agradável e inteligente – até mesmo esquisitona, já que você insiste –, decidiram destruir o Universo”.

No entanto, o planeta inteiro acaba trancado, por toda a eternidade, em um envoltório de Tempolento. Mas alguns de seus inúmeros robôs assassinos conseguem escapar da prisão e partem em busca da chave para libertar seus mestres.

Agora cabe a nossos inusitados heróis salvarem o Universo de sua iminente aniquilação. Só que, para desespero de Slartibartfast, Arthur não conseguia entender nada, por mais que se esforçasse. Já Ford só queria beber muito e dançar com garotas.

Krikkit

Depois de algumas discussões sem sentido e uma festa muito louca com pessoas mais loucas ainda, Trillian e Zaphod se juntam a batalha. Logo depois, eles encontram Marvin, que, para alegria dos fãs, sobreviveu à explosão da nave no segundo volume da saga.

Ao que parece a vida andava mal para todos, o Universo estava prestes a ficar pior ainda e tudo mais era um POP.

“Um POP é alguma coisa que não podemos ver, ou não vemos, ou nosso cérebro não nos deixa ver porque pensamos que é um problema de outra pessoa. É isso que o POP quer dizer: Problema de Outra Pessoa”.

NÃO ENTRE EM PÂNICO

“A Vida, o Universo e Tudo Mais” é considerado pela maioria dos leitores como um dos mais densos e difíceis livros da saga. Alguns chegam até a considerá-lo um pouco chato.

De fato, não é uma das leituras mais fáceis, mesmo por que os temas abordados pelo escritor, ou seja, a xenofobia, o racismo e a intolerância são mais pesados, assim como as criticas do autor. Por isso, ao invés de provocar risadas como nas edições anteriores, o livro faz com o leitor reflita sobre esses assuntos.

Outro detalhe é o excesso de informação e a falta de ação. Pois quando os personagens estão em um momento decisivo e a história começa a ficar interessante, o autor quebra o clima e interrompe a história para adicionar alguma informação que só é possível compreender nas próximas páginas. O que pode ser meio irritante.

Mas, como Douglas Adams diria “NÃO ENTRE EM PÂNICO”, o livro não é de todo mal, ele tem lá seus momentos. Como quando Arthur enfrenta Agrajag, um ser que ele vinha matando em inúmeras vidas, sem querer querendo. 

Coincidência ou Mania de Perseguição?

“A mesma coisa continuava acontecendo, de novo, de novo, de novo! Em cada vida que já vivi fui morto por Arthur Dent. Qualquer mundo, qualquer corpo, qualquer tempo, assim que estou me acostumando, lá vem Arthur Dent e, paft!, me mata”.

Coincidência ou mania de perseguição, não ficou muito claro. Mas é nessa parte que Adams aborda, com muito humor, o assunto das vidas passadas, da reencarnação. 

“– Diga-me que foi apenas coincidência, Dent. Eu o desafio a dizer que foi apenas coincidência. – Foi uma coincidência – disse Arthur, rapidamente. – Não foi não! – retrucou a voz com um berro. – Foi – disse Arthur – foi sim... [...] – Venha até aqui e repita isso! – urrou a voz, novamente em fúria. Arthur entrou lá e disse que era uma coincidência, ou melhor, quase conseguiu dizer que era uma coincidência”.

Há também algumas informações importantes, como a invenção do Propulsor Bistromático, com piadas sobre garçons, contas e decoração de restaurantes. Sem falar na fina arte de voar, que consiste em aprender a como se jogar no chão e errar. 

Resumindo, o livro pode ser sim difícil, confuso e até meio chato, mas com certeza não é uma total perda de tempo. Além disso, considerando o fato de que os dois primeiros volumes foram muito bons, existem boas chances de que as próximas edições sejam melhores.

2 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Prêmio Portugal Telecom de Literatura 2012

quinta-feira, março 15, 2012 Iuçara Soares 2 Comentários


Estão abertas as inscrições para o Prêmio Portugal Telecom de Literatura, que este ano irá premiar os vencedores com a quantia total de 200 mil reais.


Em comemoração aos 10 anos de existência do evento, os organizadores do prêmio decidiram criar novas categorias e aumentar o valor dos prêmios. O evento passará então a premiar três categorias; Romance, Poesia e Conto ou Crônica.

Essa nova estrutura, segundo a organização do prêmio, atende a inúmeros pedidos de curadores e jurados que preferem avaliar e votar nas categorias separadamente, trazendo assim mais qualidade ao voto.
Os vencedores de cada categoria serão premiados com 50 mil reais. Sendo que entre eles será escolhido o vencedor do "Grande Prêmio Portugal Telecom 2012", que receberá mais 50 mil. Ao todo serão distribuídos 200 mil reais, ou seja, 50 mil a mais do que na edição anterior.

Inscrições

As inscrições devem ser feitas até o dia 25 de março pelo site oficial do evento. Os concorrentes devem ainda enviar quatro exemplares da obra inscrita, pelo correio, para Portugal Telecom Brasil.

Editores e escritores poderão inscrever livros brasileiros com primeira edição no Brasil entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2011. Os livros de outros países lusófonos devem ter a primeira edição publicada no país de origem entre 1º de janeiro de 2008 e 31 de dezembro de 2011, e terem sido publicados no Brasil em 2011.

Curadoria
A Curadoria desta edição será formada pela curadora-coordenadora e consultora literária da Portugal Telecom, Selma Caetano, pelo especialista em literatura brasileira, José Castello, pela especialista em literatura portuguesa, Madalena Vaz Pinto, e pela especialista em literatura africana, Tania Celestino de Macedo.

Saiba mais sobre o Prêmio Portugal Telecom de Literatura no site oficial do concurso.

2 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!