A Garota que Bebeu a Lua já nas livrarias


A editora Galera Record lança, oficialmente, “A Garota que Bebeu a Lua” da premiada autora americana Kelly Barnhill.


Com 308 páginas, tradução de Natalie Gerhardt e a mesma arte de capa da edição americana, “The Girl Who Drank the Moon”, título original da obra publicada pela primeira vez em 09 de agosto de 2016, narra uma emocionante fábula sobre aceitação, amor, amadurecimento e o poder da memória.

“A Garota que Bebeu a Lua é empolgante e denso como os clássicos Peter Pan e O Mágico de Oz.” – The New York Times Book Review

A história

Todo ano o povo do Protetorado deixa um bebê como oferenda para a Bruxa que vive na floresta, na esperança de que o sacrifício a impeça de aterrorizar sua pequena cidade protegida pelos muros e pela Torre das Irmãs da Guarda.

Mas, ao contrário do que eles acreditam, Xan, a Bruxa na floresta, é bondosa. Ela vive em paz com um Monstro do Pântano muito inteligente e um Dragão Perfeitamente Minúsculo. Todo ano ela resgata o bebê deixado pelos Anciãos e o leva em segurança para uma família adotiva em uma das Cidades Livres do outro lado da floresta.

Durante a longa viagem, quando a comida acaba, Xan alimenta os bebês com luz estelar. No entanto, numa dessas ocasiões ela acidentalmente oferece a um deles a luz do luar, dotando a menininha de uma magia extraordinária. A bruxa então decide criar a menina “embruxada”, a quem chama de Luna. Conforme o aniversário de treze anos da menina se aproxima, sua magia começa a aflorar – o que pode colocar a todos em perigo.

Numa mistura de conto de fadas e fantasia, o best-seller do The New York Times escrito por Kelly Barnhill, também autora de “O Filho da Feiticeira”, é considerado um sucesso de público e crítica, sendo premiado em 2017 com um dos mais importantes prêmios literários, o Newbery Medal.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Record.

Prêmio Oceanos 2018


Estão abertas as inscrições para a 4ª edição do Oceanos - Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa, que irá premiar os vencedores com a quantia total de 230 mil reais.
Realizado em parceria com o Itaú Cultural, o prêmio anteriormente conhecido como Portugal Telecom, é aberto a autores de qualquer lugar do mundo, contanto que as obras concorrentes sejam escritas em língua portuguesa e publicadas pela primeira vez em 2017. Sendo que, o concurso literário irá contemplar apenas as obras nos gêneros “Romance”, “Poesia”, “Conto”, “Crônica” e “Dramaturgia”.

As inscrições devem ser feitas pelo editor ou pelo autor do livro, até o dia 18 de março, pelo site oficial do evento, no qual os concorrentes devem enviar, em anexo, o livro inscrito em formato PDF, mesmo que este tenha sido publicado, originalmente, apenas em versão impressa.

A Premiação

As obras concorrentes serão analisadas pela curadoria do Prêmio formada pela curadora-coordenadora e crítica literária, Selma Caetano, pelo autor e crítico literário Manuel da Costa Pinto, e pelas mais novas integrantes do grupo, a editora Mirna Queiroz e a jornalista e escritora portuguesa Isabel Lucas.

O concurso será dividido em três etapas. Na primeira, a curadoria irá escolher um júri de 60 profissionais reconhecidos no meio literário, responsáveis por ler todos os livros inscritos e eleger 50 finalistas entre eles. Assim como selecionar os membros do júri intermediário, composto por 10 especialistas do meio literário, que irão ler, avaliar e indicar os dez finalistas para a última etapa do concurso, no qual o júri final, composto pelos mesmos membros do júri intermediário, irá eleger os quatro vencedores do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa 2018.

Sendo que os vencedores do concurso serão premiados com a quantia total de R$ 230 mil, ou seja, R$ 100 mil para o primeiro lugar, R$ 60 mil para o segundo, R$ 40 mil para o terceiro e R$ 30 mil para o último lugar.

Saiba mais sobre o Prêmio Oceanos no seu site oficial.

Citação do Dia #78


"O gelo em volta do meu coração estava derretendo. Pude sentir que ia dar lugar a algo muito idiota." - Ruth Ware (A Mulher na Cabine 10)
imagem: divulgação

Galera Record lança novo livro de Colleen Hoover


A editora Galera Record lança, oficialmente, o mais novo romance da autora best-seller americana Colleen Hoover.


“É Assim que Acaba” (It Ends with Us), publicado originalmente em agosto de 2016 nos EUA, conta com a mesma arte de capa da edição americana, assim como tradução de Priscila Catão e 368 páginas, nas quais é narrada uma história sobre a força necessária para fazer as escolhas corretas nas situações mais difíceis. 

A história

Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Assim, quando ela conhece o lindo neurocirurgião Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade.

E para complicar a situação, além de estar sobrecarregada com seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas da cabeça, seu primeiro amor e a ligação com um passado que ela deixou para trás. Mas quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. 

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Record.

Citação do Dia #77


"Poucas coisas ainda me fazem feliz, e você é uma delas."                                                                                                                                                         - Jojo Moyes (Como eu era antes de você)