Imperador Deus de Duna já nas livrarias


O quarto volume do clássico da ficção científica “Duna” do autor americano Frank Herbert retorna as livrarias de todo o país em uma edição especial, lançada pela editora Aleph.


“Imperador Deus de Duna” (God Emperor of Dune), publicado originalmente em 1981, conta com capa dura, uma nova e belíssima arte de capa, além de 512 páginas, nas quais Frank Herbert inicia um novo arco de história na saga, que apresenta um de seus personagens mais marcantes e discute temas como política, religião, amor e os rumos tomados pela sociedade.

A história

Milênios se passaram em Arrakis desde os eventos narrados em Duna, e o planeta, que antes era desértico, agora é verdejante e vigoroso. O Imperador Deus de Duna, que garantiu uma paz forçada em todos os planetas, consegue entender o futuro, e tem certeza que sua raça será extinta a menos que ele crie novas qualidades para a espécie. Mas sua transformação não deixou apenas sua aparência desumana, como também seu senso de moral.

Nasce então uma rebelião para se opor ao déspota, liderada por Siona, da família Atreides. No entanto, Siona não sabe que a visão do Imperador para o Caminho Dourado exige que ela aceite um destino que nunca poderia conceber. 

Considerada uma das maiores sagas da ficção científica, a série é composta pelos livros “Duna” (1965), “O Messias de Duna” (1969), “Os Filhos de Duna” (1976), “O Imperador-Deus de Duna” (1981), “Os Hereges de Duna” (1984) e “As Herdeiras de Duna” (1985). Sendo que os quatro primeiros livros foram relançados este ano pela editora Aleph.

L&PM Editores lança Os Crimes Perfeitos


A L&PM Editores lança, oficialmente, uma coletânea com alguns dos mais notórios casos investigados pelo detetive belga Hercule Poirot, um dos mais famosos personagens da rainha do crime, Agatha Christie.


“Poirot: Os Crimes Perfeitos” (The Perfect Murders), publicado originalmente em 2004, conta com 600 páginas, divididas em quatro romances policiais, entre eles “O Assassinato de Roger Ackroyd”, “Assassinato no Expresso Oriente”, “Assassinato no Beco” e “O Natal de Poirot”, traduzidos, respectivamente, por Bruno Alexander, Petrucia Finkler, Rogério Bettoni e Jorge Ritter.

Os Crimes Perfeitos

Ao longo de sua célebre carreira, Hercule Poirot desvendou incontáveis mistérios, muitos deles desafiadores e aparentemente insolúveis. Neste volume, o leitor encontrará as quatro melhores histórias do detetive belga. A começar por um dos primeiros romances de Agatha Christie, “O Assassinato de Roger Ackroyd” (1926), no qual Poirot deixa a aposentadoria para investigar os mistérios por traz da morte de Ackroyd, um homem que sabia segredos demais.

Já em “Assassinato no Expresso Oriente” (1934), livro que deu origem ao filme que estreia em novembro nos cinemas, Poirot está em uma luxuosa viagem pela Europa a bordo do célebre Expresso do Oriente, mas quando o trem é forçado a parar por causa da neve um dos passageiros é encontrado morto. Assim cabe a Poirot encontrar um assassino entre os passageiros.

Há ainda o romance policial “Assassinato no Beco” (1937), no qual um aparente suicídio revela ser um mistério digno do lendário Hercule Poirot.  Sem falar, na obra “O Natal de Poirot” (1938), que se torna o cenário perfeito para uma tragédia, ou para um assassinato, quando um patriarca multimilionário inesperadamente chama os familiares para comemorar o Natal na sua luxuosa mansão; as intenções não são necessariamente as melhores, e nem todos se dão bem.

Considerado um dos personagens mais famosos da literatura policial, o detetive belga, Hercule Poirot protagonizou mais de quarenta livros da autora britânica Agatha Christie. Sendo que, todos já foram publicados no Brasil pela L&PM Editores, assim como pelas editoras Nova Fronteira, Globo Livros e HarperCollins Brasil.

Saiba mais sobre a coletânea no site oficial da L&PM Editores.

Chronos: Viajantes do Tempo já nas livrarias


A editora DarkSide® Books lança, oficialmente, hoje o primeiro volume da saga “Chronos” criada pela renomada autora americana Rysa Walker.


“Viajantes do Tempo” (Timebound), publicado originalmente em 15 de setembro de 2012, conta com capa dura, tradução de Fernanda Lizardo e 320 páginas, que narram uma incrível história repleta de ação, romance, conspirações, fatos históricos e viagens no tempo.

“Escrita afiada, talento para diálogos e muita imaginação.” - Kirkus Book Reviews

A história

Quando a avó de Kate lhe dá um medalhão azul reluzente, que lhe permite realizar saltos temporais, ela imagina que a velha está delirando. Mas tudo se torna terrivelmente real quando uma interferência na linha temporal faz com que seus pais desapareçam.

Agora Kate deve viajar no tempo para evitar a morte de seus pais, na Chicago de 1893, quando a Roda Gigante foi apresentada pela primeira vez na Exposição Universal e o serial killer H. H. Holmes dirigia um hotel construído para receber os visitantes, e sumir com seus corpos.

Sucesso de público e crítica, a premiada trilogia de Rysa Walker é composta pelo romance de estreia da autora, “Viajantes do Tempo” (2012), assim como pelos livros “Time’s Edge” (2014) e “Time’s Divide” (2015). Sendo que, os dois últimos ainda não têm previsão de lançamento no país.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora DarkSide® Books.

Uma Dobra no Tempo em nova edição


A editora HarperCollins Brasil lança, oficialmente, a mais nova edição do clássico da ficção científica, “Uma Dobra no Tempo” da autora Madeleine L'Engle.


“A Wrinkle in Time”, título original da obra publicada pela primeira vez em 1962, conta com uma nova capa, além de 240 páginas, nas quais é narrada a incrível jornada da família Murray, entre criaturas fantásticas e novos mundos jamais imaginados.

A história

Era uma noite escura e tempestuosa, a jovem Meg e seu irmão mais novo, Charles, descem para fazer um lanche tardio quando recebem a visita de uma figura muito peculiar.

“Noites loucas são a minha glória”, diz a estranha misteriosa. “Foi só uma lufada que me pegou de jeito e me tirou da rota. Descansarei um pouco e seguirei meu rumo. Por falar em rumos, meu doce, saiba que o tesserato existe, sim.”

O que seria um tesserato? O pai de Meg bem andava experimentando com a quinta dimensão quando desapareceu misteriosamente… Agora, com a ajuda de três criaturas muito peculiares, chegou o momento de Charles, Meg e seu amigo Calvin partirem em uma perigosa jornada pelo tempo e o espaço para resgatá-lo.

Numa mistura de fantasia e ficção científica, “Uma Dobra no Tempo” vem conquistando gerações de leitores em todo o mundo ao longo dos anos, além de servir de inspiração para inúmeros autores e roteiristas. Sendo que em breve a obra irá ganhar as telas do cinema em um filme da Disney.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora HarperCollins Brasil.

Fliaraxá 2017


Tem início hoje o Festival Literário de Araxá, o Fliaraxá, que este ano está de endereço novo, ocupando boa parte do conceituado Tauá Grande Hotel e Termas de Araxá. 


Com o tema “Língua, Leitura e Utopia”, o evento, que acontece até o dia 19 de novembro, tem como objetivo homenagear à Lusofonia e seus escritores. Tendo como Patrono o escritor português, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 1998, José Saramago, e como autor homenageado o escritor moçambicano Mia Couto.

Assim, durante cinco dias o festival promete uma programação cultural variada e dinâmica, com direito a oficinas, palestras, apresentações artísticas, shows, contação de histórias, saraus de poesia, exposições, lançamentos literários, sessões de autógrafos, debates e bate-papos com grandes nomes da cultura brasileira e renomados convidados internacionais.

Convidados

Em sua 6ª edição, o Fliaraxá reúne mais de 80 escritores, ilustradores, jornalistas, personalidades e estudiosos, para discutir os mais variados assuntos, sob a curadoria do idealizador do projeto “Sempre Um Papo”, Afonso Borges.

Entre os convidados estarão o escritor e jornalista Zuenir Ventura, o jornalista e biógrafo Carlos Marcelo, a atriz Bruna Lombardi e a jornalista Daniella Zupo. Assim como a artista plástica, filósofa e escritora Márcia Tiburi, a musicista e cronista Fernanda Takai, o professor e autor Jose Luiz Goldfarb, o geólogo Bruno Riffel, e os ilustradores Eloar Guazzelli e Jô Oliveira.

Também estão confirmados os escritores Leo Cunha, Luiz Ruffato, Cristóvão Tezza, Ana Maria Gonçalves, Ana Paula Maia, Claudio Prado, Mara Senna, Paula Pimenta, Leila Ferreira, Bianca Santana, Paulo Scott e Sérgio Rodrigues. Além do escritor, cartunista e jornalista Dirceu Ferreira, dos jornalistas Luiz Humberto França, Carlos Herculano Lopes e Sérgio Abranches, e muitos outros.

O evento também contará com convidados internacionais, como o escritor e jornalista angolano José Eduardo Agualusa, o poeta, cineasta e escritor angolano Ondjaki, a jornalista, tradutora e escritora nascida na Argentina Lucrecia Zappi, assim como os autores portugueses José Luís Peixoto e Alexandre de Sousa, dentre outros.

Novidades

Uma das novidades desta edição será a grande feira gastronômica organizada pelo projeto Harmonize, que faz sua estreia na Fliaraxá. O espaço irá oferecer aos visitantes pratos típicos da culinária portuguesa e mineira. O público também poderá conferir a exposição “O Lagarto” inspirada no livro homônimo de José Saramago, que conta com ilustrações do gravurista e cordelista pernambucano J. Borges. Sem falar nos shows da banda Pato Fu, nas apresentações da Orquestra Popular de Araxá, e muito mais.

Há ainda o novo painel “Diálogos em Espiral”, que pretende desconstruir o velho modelo de debates e mesas, para que o público possa interagir com os autores com mais dinamismo. O festival também contará com uma programação infantil e juvenil bem especial, com enfoque na homenagem prestada pelo Fliaraxá aos países lusófonos. 

Serão inúmeras atrações como contação de “Histórias que Vem da África”, teatro, oficinas e a presença de inúmeros convidados. Além disso, com o auxílio do Museu do Brinquedo de Belo Horizonte, os mais jovens poderão aprender, de forma lúdica e divertida, as “Brincadeiras tradicionais dos países de língua portuguesa”.

Para aqueles que não poderem comparecer ao Fliaraxá, é possível acompanhar a cobertura em tempo real pelas redes sociais do evento no YouTube, no Twitter e no Facebook.

Confira a programação completa no site oficial da Fliaraxá.

Editora Arqueiro lança Tipos Incomuns


A editora Arqueiro lança, oficialmente, hoje a primeira obra de ficção escrita pelo famoso ator, roteirista, diretor e autor americano Tom Hanks.


Com 352 páginas e tradução de Rachel Agavino, “Tipos Incomuns” (Uncommon Type: Some Stories), publicado originalmente em 17 de outubro de 2017, é uma coletânea de dezessete histórias curtas que explora, com humor e perspicácia, a condição humana e todos os seus defeitos.

“Os diálogos de Tom Hanks são excelentes e suas histórias têm a doçura, o humor e a afeição que associamos a seus roteiros, dignas de um verdadeiro escritor.” – Kirkus Reviews

A história

Um affaire agitado e divertido entre dois grandes amigos. Um ator medíocre que se torna uma estrela e se vê em meio à frenética viagem de divulgação de um filme. O colunista de uma cidadezinha com um ponto de vista antiquado sobre o mundo. Uma mulher se adaptando à vida na nova vizinhança após o divórcio. Quatro amigos e sua viagem de ida e volta à Lua num foguete construído no fundo do quintal. Essas são apenas algumas das pessoas e situações que Tom Hanks explora em seu primeiro livro de ficção. Sendo que, todos os contos têm algo em comum: uma máquina de escrever desempenha um papel — às vezes menor, às vezes central.

Embora escreva suas histórias em um notebook, Tom Hanks é dono de mais de 100 máquinas de escrever, e é essa paixão que inspira as histórias de “Tipos Incomuns”. Além da obra, o autor também já publicou diversos textos no The New York Times, na Vanity Fair e na The New Yorker.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Arqueiro.