Editora Record lança O Efeito Rosie

quinta-feira, junho 30, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Record lança, oficialmente, a tão aguardada sequência do romance bestseller internacional “O Projeto Rosie” do autor australiano Graeme Simsion.


“The Rosie Effect”, título original da obra publicada pela primeira vez em 24 de setembro de 2014, conta com tradução de Ana Carolina Mesquita e 416 páginas, nas quais narra à continuação da emocionante e hilariante história do professor de genética Don Tillman e sua amada Rosie.

A história

Com o “Projeto Esposa” concluído, Don e Rosie estão casados e vivendo em Nova York. Ele é professor na Universidade de Columbia, e ela cursa o primeiro ano do programa de doutorado em medicina. Tudo vai muito bem até o dia em que Rosie anuncia: “Estamos grávidos.” Diante desse novo desafio, Don não vê alternativa a não ser iniciar o “Projeto Bebê.”

No entanto ao tentar definir os protocolos para se tornar pai, usando seu estilo de pesquisa incomum e suas pouquíssimas habilidades sociais, Don acaba se metendo em várias confusões e mal-entendidos. Agora ele corre o risco de ser processado, deportado, de perder a credibilidade profissional e, o pior, de perder Rosie quando ela mais precisa dele. 

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Record.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Festa Literária Internacional de Paraty 2016

quarta-feira, junho 29, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A cidade histórica de Paraty se torna palco hoje de um dos maiores e mais importantes eventos culturais do país, a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip).


Em sua 14ª edição, a Flip promete uma programação cultural variada e dinâmica, com direito a exibição de filmes, oficinas, exposições, shows, lançamentos, debates e bate-papos com mais de 40 convidados nacionais e internacionais. Sendo que o evento deste ano, que acontece até o dia 03 de julho, irá homenagear a poeta, crítica literária, tradutora e escritora carioca, Ana Cristina Cesar.

Convidados

Durante cinco dias, a Festa Literária reúne em sua programação 39 autores, assim como inúmeros ilustradores, jornalistas, atores, músicos, poetas, tradutores, críticos e pensadores de diversas áreas, que participam de 21 mesas de debates, nas quais serão discutidos os mais variados assuntos, como a literatura, o jornalismo, a ciência, o cinema, a arquitetura, a poesia, além de muitos outros, sob a curadoria do jornalista Paulo Werneck.

Entre os convidados internacionais estará a jornalista e escritora bielorrusa, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura 2015, Svetlana Alexievich, o premiado historiador e escritor britânico Kenneth R. Maxwell, o romancista e roteirista escocês Irvine Welsh, o autor norueguês Karl Ove Knausgård. Assim como a escritora mexicana Valeria Luiselli, o escritor e historiador americano Benjamin Moser e o romancista holandês Arthur Japin.

Além do poeta e escritor sírio Abud Said, do autor, jornalista e roteirista português Ricardo Araújo Pereira, do arquiteto italiano Francesco Careri, do agente literário e autor americano Bill Clegg, do romancista mexicano Álvaro Enrigue, da autora peruana Gabriela Wiener, e da autora, poeta, ilustradora e historiadora britânica Helen Macdonald.

Já entre os convidados nacionais estará o repórter e autor Caco Barcellos, o poeta Armando Freitas Filho, o fotógrafo e cineasta Walter Carvalho, o ensaísta e autor Sérgio Alcides, a roteirista e escritora Tati Bernardi. Assim como o poeta e escritor Leonardo Fróes, o neurocirurgião e autor Henry Marsh, a neurocientista e autora Suzana Herculano-Houzel, o ator, poeta e pesquisador Ramon Nunes Mello, e os escritores J.P. Cuenca e Marcílio França Castro, além de muitos outros.

As mesas da programação principal da Flip serão transmitidas ao vivo pelo streaming do site oficial do evento. Sendo que também é possível acompanhar a cobertura pelo YouTubeTwitter e Facebook.

Mais eventos

Além da Flip, a cidade fluminense de Paraty também abriga uma série de eventos paralelos a festa literária, como a tradicional FlipMais, realizada na Casa da Cultura, entre os dias 30 de junho a 2 de julho. O evento contará com exibição de filmes, documentários e reportagens que mostram a força do cinema e da TV no resgate de nossa cultura. Assim como  mesas literárias, nas quais serão discutidos inúmeros assuntos, como os 10 anos do Profissão Repórter, e muito mais.

Há ainda um evento destinado, especialmente, ao público infantil, a Flipinha, que instala em uma tenda na Praça da Matriz parte do acervo de 15 mil livros da Biblioteca Casa Azul, além de reunir em sua programação alguns dos mais renomados autores e ilustradores para representar a diversidade de gêneros e a criatividade da literatura infanto-juvenil brasileira, em espaços com a tradicional “Ciranda dos Autores”, que acontece de 30 de junho a 3 de julho na Casa da Cultura.

Entre os convidados estarão à autora e colunista Adriana Carranca, a ilustradora e escritora Aline Abreu, o ator e escritor Lázaro Ramos, a escritora e ilustradora Angela-Lago, a arte-educadora, autora e ilustradora Patricia Auerbach, o artista plástico, ilustrador e cenógrafo Guto Lacaz, e muitos outros.

Tem também a FlipZona, a “ala jovem” da Flip, uma iniciativa de cultura, educação e tecnologia, que tem como objetivo incentivar o habito de leitura nos jovens por meio das novas mídias. Tendo como foco a produção audiovisual, o evento também promove a convergência entre a literatura, o patrimônio cultural local, novas tecnologias e redes sociais.

O evento contará ainda com um concerto promovido pelo Circuito BNDES Musica Brasilis, que apresentará, no dia 30 de junho na Igreja da Matriz, o espetáculo “Cartas Leopoldinas” em homenagem a Princesa Leopoldina da Áustria, esposa de D. Pedro I. Ao som de piano, flauta e cello, os músicos irão executar as obras dos compositores Kozeluch e Neukomm, intercaladas pelas cartas de Leopoldina, interpretadas pela atriz Carol Castro.

Também haverá uma oficina especial realizada em parceria com o British Council Brasil para celebrar a vida e obra do renomado dramaturgo e escritor britânico William Shakespeare, nos 400 anos de sua morte. A oficina contará com a presença de inúmeros autores, que irão abordar sua relação com os textos de Shakespeare, apresentando novas leituras e análises sobre seu trabalho.

Confira a programação completa da Flip no seu site oficial.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Citação do Dia #33

segunda-feira, junho 27, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


"Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações."                                                                                                          - John Green (A Culpa é das Estrelas)

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Editora Aleph lança nova edição de O Mundo Perdido

terça-feira, junho 21, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Aleph lança, oficialmente, a nova edição do clássico “O Mundo Perdido” do renomado escritor americano Michael Crichton.


Com uma nova capa, 488 páginas e tradução de Marcia Men, “The Lost World”, título original da obra publicada pela primeira vez em setembro de 1995, narra a continuação da emocionante história, que teve inicio em 1990 com “Jurassic Park”.

A história

Seis anos se passaram desde os terríveis acontecimentos no Jurassic Park. Seis anos, desde que o sonho extraordinário, no limite entre a ciência e a imaginação humana, acabou se tornando um trágico pesadelo. E quando tudo parecia tranquilo, surgem indícios de que a Isla Nublar não era o único lugar usado por John Hammond em suas pesquisas.

Agora, o matemático Ian Malcolm e uma equipe de cientistas, além de certos “pequenos clandestinos”, devem explorar outra ilha na Costa Rica, conhecida como a “unidade de produção”, onde os dinossauros do parque nasceram e cresceram. Um lugar repleto das mais perigosas criaturas que já caminharam pela Terra.

Curiosamente, “O Mundo Perdido” foi à única sequência que Michael Crichton escreveu, e apenas por que depois do enorme sucesso de “Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros” nos cinemas em 1993, o autor e roteirista foi pressionado por muitos para fazer uma continuação da história, incluindo o cineasta Steven Spielberg, que disse estar interessado em dirigir a adaptação da obra, caso fosse escrita.

Assim, aceitando o desafio, Crichton criou uma história repleta de aventura, suspense, horror e ficção científica, cujo título “The Lost World” era uma clara referência a obra homônima de Arthur Conan Doyle. E dois anos depois de ser publicada, a obra ganhava as telas do cinema com a adaptação “O Mundo Perdido: Jurassic Park” (1997). Sendo que, alguns elementos e cenas dos dois livros, que não foram utilizadas nos filmes anteriores, também foram usados no terceiro filme da franquia, “Jurassic Park III”.

Saiba mais sobre o livro e o autor no seu site oficial (em inglês).

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Citação do Dia #32

segunda-feira, junho 20, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


"De todas as armas que já manipulara, aquela sobre a qual menos tinha controle era o amor; e de todas as armas do mundo, o amor era a mais perigosa."                                                                                                                                - Seth Grahame-Smith (Orgulho e Preconceito e Zumbis)

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Fest Comix 2016

sexta-feira, junho 17, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários ,


Tem inicio hoje um dos maiores e mais tradicionais eventos de Quadrinhos e Mangás do Brasil, a Fest Comix, que acontece até o dia 19 de junho, no São Paulo Expo, localizado na Rodovia dos Imigrantes, próximo ao metrô Jabaquara.


O evento será realizado em um espaço de cerca de 5.000m², divido entre dezenas de estandes e expositores, além da mega feira da Comix Book Shop com desconto de 20% a 80% em mais de 500 mil quadrinhos. Sem falar nos lançamentos exclusivos de quadrinhos e mangás de diversas editoras, que estarão disponíveis nas prateleiras.

Programação

Em sua 22ª edição, a Fest Comix promete uma programação cultural variada e dinâmica para agradar a todos os públicos, com direito a lançamentos, concursos, palestras, workshops, painéis, curtas-metragens, sessões de autógrafos, mesas-redondas e bate-papos com convidados nacionais e internacionais.

Entre eles o jornalista e editor da Mauricio de Sousa Produções, Sidney Gusman, assim como os quadrinistas Danilo Beyruth (Astronauta: Magnetar), Shiko (Piteco: Ingá), Paulo Crumbim e Cristina Eiko (Penadinho: Vida). Assim como Eduardo Damasceno (Bidu: Caminhos), Marcela Godoy (Papa-Capim: Noite Branca), Lu e Vitor Cafaggi (Turma da Mônica: Laços), que participam de diversas atrações, incluindo o painel Graphic MSP, no sábado, às 17h.

O evento terá ainda com um painel especial em homenagem aos 75 anos do Capitão América, no domingo às 16h30. Sendo que na sexta-feira tem o painel sobre a Guerra Civil. Já no sábado haverá um painel especial em comemoração aos 75 anos da Mulher-Maravilha.

A Fest Comix também contará com a presença de inúmeros profissionais reconhecidos no Brasil e no exterior, como Luke Ross (Espetacular Homem-Aranha), Ivan Reis (Liga da Justiça), Marcello Quintanilha (Sábado dos meus amores), Mário Cau (Pieces), Rod Reis (Superman) e Klebs Junior (Astonishing X-Men). Além de Marcelo d’Salete (Lobisomem sem Barba), Alex Mir (A Mão e a Luva HQ), Érica Awano e Marcelo Cassaro (Holy Avenger), entre muitos outros.

Atrações

Um dos destaques desta edição será a “Terror Fest”, uma atração especial, sob a curadoria de Daniel Vardi, que promete sustos e muita diversão para os fãs do gênero. Além de contar com exposições, palestras, sessões de autógrafos, exibição de curtas-metragens, e bate-papos com algumas das principais figuras do cenário de terror/horror brasileiro.

Outra novidade do evento será a área “AnimaSato”, que contará com mostras grátis de filmes, animes e tokusatsus sob a curadoria da Sato Company. Tem também o espaço “Minas Nerds”, com uma seleção especial de workshops e mesas-redondas, que irão discutir temas como Web Comics, Booktubers, Vilãs nas HQs, Educando com RPG, e muito mais.

Há ainda a “EXPO CAFA”, a maior exposição de fotografias com Action Figures do Brasil, além da “Fest Cosplay”, uma área, organizada pelo grupo Comics Cosplay Brasil, para todos os cosplayers. Sem falar, na “Medieval Fest”, um espaço, sob a curadoria do grupo Ordo Draconis Belli, dedicado ao período conhecido como a Idade das Trevas, que contará com batalhas medievais, disputas de arco e flecha, além de tendas onde serão vendidos produtos da época.

Confira a programação completa da Fest Comix em seu site oficial.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Lordes dos Sith já nas livrarias

sexta-feira, junho 17, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Aleph lança, oficialmente, hoje o mais novo livro da série Star Wars Cannon “Lordes dos Sith” do autor americano Paul S. Kemp.


Com 352 páginas e tradução de Henrique Guerra, “Lords of the Sith”, título original da obra publicada pela primeira vez em abril de 2015, não é uma história sobre heróis... é uma história sobre vilões, que se passa cinco anos após os eventos de “Star Wars - Episódio III: A Vingança dos Sith”.

Há muito tempo atrás em uma galáxia muito, muito distante...

Darth Vader, recém nomeado Lorde Sith, está em ascensão. O aprendiz escolhido pelo Imperador Palpatine provou rapidamente seu compromisso com o lado sombrio. No entanto, a história da Ordem Sith envolve duplicidade, traição e pupilos violentamente tomando o lugar de seus mestres, e a verdadeira lealdade de Vader ainda não foi provada, até agora.

Em Ryloth, planeta explorado e escravizado pelo Império, surge um movimento de resistência comandado por Cham Syndulla, que planeja dar fim a uma ditadura implacável com uma ousada missão para assassinar seus líderes.

Mas, para o Imperador e Darth Vader, Ryloth se torna mais do que uma insurreição a ser detida. Pois, quando uma emboscada os derruba na superfície do planeta, onde o terreno inóspito e um exército de combatentes da resistência esperam por eles, o relacionamento deles será colocado à prova como nunca antes. Podendo contar apenas com seus sabres de luz, o lado sombrio da Força e a ajuda um do outro, os dois Sith precisarão decidir se os laços brutais que compartilham os farão aliados vitoriosos ou adversários letais.

Autor bestseller Paul S. Kemp escreveu vários romances da saga Star Wars que entraram para a lista de mais vendidos do The New York Times, entre eles “Crosscurrent” (2010), “Deceived” (2011), “Riptide” (2011) e “The Old Republic” (2012). Sendo que, Kemp é também autor de diversos contos e romances de aventura e fantasia, como “The Hammer and the Blade” (2012) e “A Discourse in Steel” (2013), que fazem parte da série “Egil and Nix”.

Saiba mais sobre o livro e a série Star Wars Cannon no site oficial da editora Aleph.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Editora Intrínseca lança nova edição de Lugar Nenhum

sexta-feira, junho 17, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


Os fãs do autor britânico Neil Gaiman já podem comemorar, pois um de seus livros mais famosos retorna, oficialmente, hoje às livrarias, lançado pela editora Intrínseca.

imagem: editora Intrínseca
A nova edição do romance de estreia de Neil Gaiman, o sombrio e envolvente “Lugar Nenhum” (Neverwhere), publicado pela primeira vez em 1997 pela BBC Books, conta com 336 páginas e tradução de Fábio Barreto. Além de uma introdução do próprio Gaiman, uma cena cortada, um conto exclusivo e uma nova capa.

A história

Richard Mayhew é um homem simples de bom coração, que leva uma vida normal, com um bom emprego e uma bela noiva, até ter sua vida transformada quando ajuda uma jovem que encontra ferida numa calçada.

De um dia para o outro, Richard se torna invisível na Londres que sempre conheceu: sem casa, sem trabalho, e sozinho. Desesperado, ele vai atrás da jovem misteriosa para tentar recuperar sua antiga vida, se aventurando em um mundo que nunca sonhou existir, uma cidade subterrânea localizada abaixo da capital da Inglaterra. Conhecida como Londres de Baixo, a cidade secreta é habitada por personagens inusitados e cenários fantásticos, que fazem a Londres de Cima parecer uma mera paisagem cinza.

Considerado um marco da fantasia urbana, o livro teve origem a partir do roteiro da série de TV homônima transmitida pela BBC em 1996. Sendo que, a trama e os personagens são os mesmos da série, porém o romance, lançado quando três episódios da série já tinham sido exibidos, permitiu a Gaiman expandir a história, e retomar algumas ideias originais, que foram alteradas na série.

Um sucesso de crítica e público, o romance ganhou inúmeras versões ao longo dos anos, sendo traduzido para os mais diversos idiomas, até que Neil Gaiman decidiu unir as versões internacionais com o texto original e criar uma nova edição que viesse a ser considerada definitiva, além de ser a preferida do autor.

Saiba mais sobre o relançamento no site oficial da editora Intrínseca.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Editora Zahar lança edição bolso de luxo de Arsène Lupin

quinta-feira, junho 16, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Zahar lança, oficialmente, hoje a edição bolso de luxo do clássico da literatura policial “O Ladrão de Casaca”, do renomado escritor e jornalista francês Maurice Leblanc.


Com 272 páginas, o livro narra às primeiras aventuras do brilhante, audacioso, sedutor, mestre do disfarce e do jiu-jítsu, Arsène Lupin, um ladrão refinado e anarquista, que segue suas próprias leis, mas sempre obedecendo a um código de honra cavalheiresco. Vivendo entre aristocratas, ele rouba apenas milionários mesquinhos e presunçosos, fazendo questão de avisar suas vítimas de que vão ser roubadas, e estando sempre disposto a ajudar uma dama em apuros.

Considerado o Robin Hood da Belle Époque, o irresistível anti-herói, surgiu em 10 de junho de 1907, quando Pierre Lafitte, editor da revista francesa Je sais tout, encomendou a Maurice Leblanc um romance policial, cujo herói fosse para a França o que Sherlock Holmes de Sir Arthur Conan Doyle era para a Inglaterra.

Assim nasceu “Arsène Lupin, gentleman-cambrioleur”, titulo original da obra, composta de nove histórias nas quais “O Ladão de Casaca” atormenta seus oponentes, zomba das convenções estabelecidas, ridiculariza a burguesia e ajuda os mais fracos.  Além de enfrentar um certo detetive inglês chamado Herlock Sholmes. Tudo isso, usando apenas suas armas letais, a capacidade de disfarce e o poder do raciocínio.

Integrando a coleção “Clássicos Zahar”, essa edição, além do tamanho pocket, possui texto integral com tradução de André Telles e Rodrigo Lacerda, vencedores do Prêmio Jabuti, além de notas explicativas, uma breve apresentação e cronologia da vida e obra do autor. Sendo que a versão impressa apresenta uma belíssima edição em capa dura e acabamento de luxo.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Zahar.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Histórias de Sherlock Holmes ganha edição bolso de luxo

quinta-feira, junho 16, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Zahar lança, oficialmente, hoje a edição bolso de luxo do clássico “Histórias de Sherlock Holmes”, uma coletânea de contos protagonizados pelo famoso detetive Sherlock Holmes, criado pelo autor britânico Arthur Conan Doyle.


Com 352 páginas e mais de 30 ilustrações originais de diversos ilustradores, “The Case-Book of Sherlock Holmes”, título original da obra, também conhecida no Brasil como Os Arquivos de Sherlock Holmes, reúne os últimos casos solucionados por um dos maiores detetives da literatura policial, Sherlock Holmes, em companhia de seu fiel amigo Dr. Watson.

Sendo que, essa emocionante história é narrada em doze contos, entre eles “O Cliente Ilustre” • “O Rosto Lívido” • “A Pedra Mazarin” • “As Três Empenas” • “O Vampiro de Sussex” • “Os Três Garrideb” • “A Ponte Thor” • “O homem que andava de quatro” • “A Juba de Leão” • “A inquilina de rosto coberto” • “O Velho Solar de Shoscombe” e “Mr. Josias Amberley”. Todos, originalmente, publicados na Strand Magazine, entre 1921 e 1927.

A Coleção

Ao todo, Arthur Conan Doyle escreveu quatro romances com o personagem, sendo eles “Um Estudo em Vermelho” (2013), “O Cão dos Baskerville” (2013), “O Signo dos Quatro” (2015) e o “Vale do Medo” (2015). Assim como 56 contos divididos em cinco livros, entre eles “As Aventuras de Sherlock Holmes” (2011), “As Memórias de Sherlock Holmes” (2014), “A Volta de Sherlock Holmes” (2016) e “Histórias de Sherlock Holmes” (2016), publicados pela Zahar.

Todos possuem texto integral com tradução de Maria Luiza X. de A. Borges e notas explicativas, além do tamanho pocket e das ilustrações originais. Sendo que a versão impressa apresenta uma belíssima edição em capa dura e acabamento de luxo. Já essa edição traz ainda uma breve apresentação, além de prefácio escrito pelo próprio Arthur Conan Doyle.

Saiba mais sobre o livro e a coleção no site oficial da editora Zahar.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Citação do Dia #31

segunda-feira, junho 13, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


"O amor é a coisa mais estranha e sem lógica do mundo." — Jennifer E. Smith

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Prêmio Pulitzer de Literatura 2016

sábado, junho 11, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


O autor Viet Thanh Nguyen recebeu da Universidade de Columbia de Nova York, um dos mais prestigiados prêmios dos Estados Unidos, o Pulitzer, na categoria de melhor livro de ficção, pela obra “The Sympathizer”.


Considerado pelo Pulitzer como “um romance de estréia profundo, surpreendente e muito bem trabalhado”, o livro é também descrito no site oficial do prêmio como “um romance de espionagem emocionante, uma exploração perspicaz dos extremos da política, e uma história de amor em movimento, The Sympathizer explora uma vida entre dois mundos e examina o legado da Guerra do Vietnã na literatura, cinema, e nas guerras que lutamos hoje”.

The Sympathizer

O livro foi lançado em 02 de abril de 2015 pela editora americana Grove Press, coincidindo com o 40º aniversário do fim da Guerra do Vietnã. Com 371 páginas, The Sympathizer é um romance histórico com muito suspense e um leve toque de humor negro, cuja história é narrada sob o ponto de vista de um espião sem nome, um homem de lealdades divididas.

É abril de 1975, e Saigon está um caos. 
Em sua casa de campo, um general do exército sul-vietnamita, que se recusa a aceitar a derrota, bebe seu uísque e, com a ajuda de seu mais confiável capitão, elabora uma lista de quem estará a bordo dos últimos vôos para fora do país. O general e seus compatriotas pretendem começar uma nova vida em Los Angeles, sem saber que entre eles existe um traidor, o capitão, que secretamente observa e relata tudo sobre o grupo a seus superiores no Viet Cong.

The Sympathizer é a história deste capitão, um homem educado, filho de um pai francês ausente e uma mãe vietnamita pobre, um homem que cursou a universidade nos Estados Unidos, mas retornou ao Vietnã para lutar pela causa comunista. Um espião, um agente duplo, um fantasma, um homem de duas caras, e duas mentes, cujos ideais nobres exigem sua traição para com as pessoas mais próximas a ele.

Curiosamente, embora altamente elogiado, o romance de ficção de Viet Thanh Nguyen não se tornou exatamente um dos mais falados nos EUA, recebendo pouco destaque na mídia, até a atribuição do prêmio Pulitzer. Sendo que o livro também venceu inúmeros outros prêmios como o Asian/Pacific American Award for Literature (2015), o Center for Fiction First Novel Prize (2015), o Andrew Carnegie Medal for Excellence in Fiction (2016), e o Edgar Award for Best First Novel (2016).

O autor

Viet Thanh Nguyen / foto:divulgação
Viet Thanh Nguyen nasceu em 1971, em Buon Me Thuot, no Vietnã, tendo sido criado nos Estados Unidos, quando ainda jovem chegou ao país, em 1975, como refugiado ao lado da família. Sendo que, em maio de 1992, o autor obteve seu bacharelado em Arte e em Estudos Étnicos, além de uma licenciatura em Inglês pela University of California, em Berkeley, e em 1997, Nguyen também recebeu seu Ph.D. em Inglês da U.C. Berkeley.

Atualmente, o professor vive em Los Angeles com a família, é editor da diaCRITICS, e ensina Inglês e Estudos Americanos na Universidade do Sul da Califórnia. Além de escrever inúmeros livros e estudos, e participar como convidado de palestras na China, Coréia, Japão, Taiwan e Alemanha.

Além da obra “The Sympathizer”, Nguyen é também autor do livro acadêmico “Race and Resistance: Literature and Politics in Asian America” (2002) e co-editor da obra “Transpacific Studies: Framing an Emerging Field” (2014), junto com a professora de Antropologia e Religião, Janet Hoskins. Sendo que, o mais recente trabalho do autor “Nothing Ever Dies: Vietnam and the Memory of War”, foi publicado em 05 de abril deste ano pela Harvard University Press.

O autor também publicou cerca de oito histórias curtas, além de inúmeros artigos e ensaios, que foram publicados em livros, revistas, jornais, entre eles o Best New American Voices, o TriQuarterly, o Narrative, e o Chicago Tribune.

Nas demais categorias literárias...

Além da categoria de Melhor Livro de Ficção, o Pulitzer destina mais quatro categorias a área de Literatura, sendo elas Melhor Livro de Não-Ficção, Melhor Biografia ou Auto-Biografia, Melhor Livro de História e Melhor Livro de Poesia.

Entre os premiados deste ano, na categoria de Não-Ficção, esta a obra “Black Flags: The Rise of ISIS” do repórter do The Washington Post, Joby Warrick, vencedor do prêmio Pulitzer de Jornalismo (1996). Em uma narrativa dramática emocionante, Warrick relata com uma nitidez notável como a tensão do Islã militante por trás da ISIS, a ameaça extremista islâmica mais perigosa atualmente, surgiu em uma prisão jordaniana remota e se espalhou com a ajuda involuntária da intervenção militar americana.    

Já na categoria História, o vencedor foi o livro “Custer's Trials: A Life on the Frontier of a New America”, uma nova narrativa, rica e surpreendente, da vida do general George Armstrong Custer, o famoso soldado da Guerra Civil norte-americana, escrita pelo premiado biógrafo americano, T. J. Stiles, ganhador do Prêmio Pulitzer (2010) e do National Book Award (2009).

O premiado jornalista e autor americano William Finnegan, escritor do The New Yorker desde 1987, ganhou o prêmio de Melhor Biografia com a obra “Barbarian Days: A Surfing Life”, um livro de memórias finamente trabalhado de uma obsessão juvenil de Finnegan, o Surf, que exerceu sobre ele um encantamento complexo, que impulsionou o autor através de uma carreira.

Assim como, o poeta, autor e acadêmico norte-americano de origem armênia, Peter Balakian levou o título de Melhor Livro de Poesia pela obra “Ozone Journal”, uma sequência de cinquenta e quatro seções curtas, com poemas de memórias sobre as antigas perdas e tragédias, que sustentam a era global de perigo e incerteza.

O Centenário

Este ano marca a 100ª edição do Prêmio Pulitzer, e para celebrar a data os organizadores do prêmio decidiram contar as histórias dos vencedores e finalistas do Pulitzer, e falar um pouco sobre seus trabalhos no site oficial da premiação. Além de promover a iniciativa Pulitzer Centennial, que convida indivíduos, escolas, bibliotecas e outras organizações a realizarem diversos eventos pelo país.

O Prêmio Pulitzer, existe desde 1917, e é entregue apenas a pessoas que realizam trabalhos de excelência nas áreas de Jornalismo, Literatura e Música, premiando os vencedores das 21 categorias do Pulitzer com a quantia de 10 mil dólares.

Confira todos os vencedores do Pulitzer no site oficial do prêmio.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

L&PM Editores lança nova edição de Agatha Christie

sexta-feira, junho 10, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A L&PM Editores lança a nova edição do romance policial “Morte na rua Hickory”, com o detetive belga Hercule Poirot, um dos mais famosos personagens da rainha do crime, Agatha Christie.


Com 224 páginas e tradução de Bruno Alexander, a edição em tamanho pocket de “Hickory Dickory Dock”, título original da obra publicada pela primeira vez em 1955, mistura doses perfeitas de suspense e humor, que resultam num livro que o leitor não conseguirá largar.

“Mesmo os fãs que conhecem todos os truques de Agatha Christie ficarão surpresos com a trama deste livro.” – The New York Times

A história

Três erros de ortografia em uma única carta! Hercule Poirot fica estarrecido ao ver que sua normalmente impecável secretária, Miss Felicity Lemon se distraiu a ponto de deixar passar tais falhas. O motivo é sua preocupação com a irmã, uma senhora igualmente eficienteque está enfrentado casos de roubo no albergue de estudantes onde trabalha.

Assim, Poirot decide ajudar, no que aparentemente, trata-se de um simples caso de cleptomania... Até que, um cadáver é encontrado, e o detetive percebe que crimes simples não existem. Mas, Poirot não se deixa vencer e, junto com o inspetor Sharpe, começa a investigar a morte na Rua Hickory.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da L&PM Editores.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Loney já nas livrarias

sexta-feira, junho 10, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Intrínseca lança, oficialmente, hoje a obra “Loney”, considerada um sucesso de crítica e público, escrita pelo premiado autor britânico Andrew Michael Hurley.


Descrito pelo mestre do suspense Stephen King como “uma extraordinária obra de ficção”, o livro, publicado originalmente em setembro de 2014 nos EUA, conta com tradução de Renato Marques de Oliveira e 304 páginas repletas de personagens ricos, cenários sombrios e uma sensação de ameaça constante, que faz de “Loney” uma leitura perturbadora e envolvente.

“Passei uma noite em claro lendo Loney, e o livro me assombra desde então.” - The Daily Telegraph

A história

Quando os restos mortais de uma criança são descobertos durante uma tempestade de inverno numa extensão da sombria costa da Inglaterra conhecida como Loney, Smith é obrigado a confrontar acontecimentos terríveis e misteriosos ocorridos quarenta anos antes, quando ainda era uma criança.

Na época, sua mãe arrastou a família para aquela região numa peregrinação de Páscoa com o padre Bernard. O grupo se instalara na Moorings, uma casa fria e antiga, repleta de segredos. O clima era hostil e uma aura de mistério cercava os habitantes locais. A vida dos irmãos acaba se entrelaçando à dos excêntricos vizinhos com intensidade e complexidade tão imperativas quanto à fé que os levou ao Loney, e o que acontece a partir daí se torna um fardo que Smith carrega pelo resto da vida, a verdade que ele vai sustentar a qualquer preço.

Numa mistura de suspense, horror gótico e uma pitada de mistério “Loney” rendeu ao autor Andrew Michael Hurley o prestigiado Costa Book Awards 2015, na categoria de melhor autor estreante. Além de ter sido eleito melhor livro do ano pelo British Book Awards. Com os direitos de tradução negociados para mais de dez países, o livro, inspirado na criação católica do autor, no folclore e na agressiva paisagem do noroeste inglês, também irá ganhar em breve uma adaptação cinematográfica produzida pela DNA Films.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Intrínseca e no site oficial da obra.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Noite sobre as Águas já nas livrarias

quarta-feira, junho 08, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Arqueiro lança, oficialmente, hoje nas livrarias de todo o país, a nova edição do romance histórico “Noite sobre as águas” do autor bestseller britânico Ken Follett.


“Night Over Water”, título original da obra publicada pela primeira vez em setembro de 1991 no Reino Unido, conta com tradução de Pinheiro de Lemos e 432 páginas, nas quais Ken Follett exibe mais uma vez sua escrita magistral ao narrar às histórias dos mais diferentes personagens e fazê-las colidir neste emocionante vôo cinco estrelas.

“O mestre do suspense épico tece uma trama cheia de tensão no Expresso Oriente dos ares e arrasta o leitor para um redemoinho de intriga e romance.” – Publishers Weekly

A história

Setembro, 1939. Poucos dias após o Reino Unido declarar guerra à Alemanha, um enorme hidroavião está prestes a partir da Inglaterra com destino a Nova York, no que deve ser o último vôo civil a sair da Europa antes do conflito. 

A bordo da aeronave mais luxuosa do mundo, a lendária Pan Am Clipper, encontram-se tanto a nata da sociedade quanto a escória da humanidade, todos fugindo da guerra e do próprio passado. 

No entanto, numa época em que voar ainda é um empreendimento arriscado, os passageiros, confinados por trinta horas em meio a todo o conforto, vêem a travessia do Atlântico se tornar uma viagem de crescente angústia, com perigos inesperados que os conduzem a uma tempestade de violência, intriga e traição. 

Numa mistura de suspense, espionagem e fatos históricos, “Noite sobre as Águas” segue a mesma receita do livro de estreia de Follett, “O Buraco da Agulha” (1978), thriller premiado com o Edgar Award de Melhor Romance, que chegou ao topo das listas de mais vendidos em vários países.

Com mais de 150 milhões de livros vendidos, o autor nº 1 do New York Times, Ken Follett é mundialmente conhecido por seus thrillers e romances históricos, como a série de sucesso “Os Pilares da Terra” (1989) e a trilogia “O Século” (2010).  Vencedor de diversos prêmios, o autor teve suas obras traduzidas para os mais diversos idiomas e adaptadas inúmeras vezes para as telas do cinema.

Saiba mais sobre o livro no site oficial da editora Arqueiro.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Prêmio Jabuti de Literatura 2016

terça-feira, junho 07, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


Estão abertas as inscrições para o mais prestigiado e tradicional concurso literário do Brasil, o Prêmio Jabuti de Literatura.


Em sua 58ª edição, o prêmio considerado um dos maiores e mais amplos do país, irá contemplar 27 categorias, que abrangem as diversas áreas de criação e produção do livro, entre elas, a tradução, a ilustração, a capa e o projeto gráfico. Além das categorias tradicionais como o romance, os contos e crônicas, a poesia, a reportagem, entre muitas outras. Sem falar nas categorias, Livro do Ano Ficção e Livro do Ano Não Ficção, que são as mais cobiçadas do prêmio.

Organizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), o concurso é aberto a editores, escritores, tradutores, ilustradores, produtores gráficos e designers, que podem concorrer apenas com obras inéditas, de autores brasileiros, natos ou naturalizados, publicadas em língua portuguesa no Brasil, entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2015.

As inscrições

As inscrições devem ser feitas até o dia 15 de julho pelo site oficial do prêmio. Os concorrentes devem ainda enviar cinco exemplares da obra inscrita, pelo correio, junto com uma cópia da ficha de inscrição e do boleto quitado, para o seguinte endereço:

58° Prêmio Jabuti 2016
Câmara Brasileira do Livro
Av. Ipiranga, 1.267 – 10º andar
CEP 01039-000
São Paulo – SP

Os vencedores de cada categoria serão premiados com a quantia de 3.500 reais, além do troféu Jabuti. Já os segundos e terceiros colocados de cada categoria receberão apenas os troféus. Sendo que os vencedores das categorias Livro do Ano Ficção e Livro do Ano Não Ficção receberão, cada um, o troféu Jabuti dourado e a quantia de 35 mil reais. O resultado do concurso será divulgado por meio da Imprensa e estará disponível no site oficial do prêmio e da CBL.

Curadoria

A Comissão julgadora desta edição será formada pela curadora e escritora, Marisa Lajolo, assim como por um Conselho Curador composto por especialistas das áreas de literatura, ciências humanas e área científica, entre eles Antônio Carlos de Moraes Sartini, Frederico Barbosa, Luis Carlos de Menezes e Pedro Almeida. Além de um júri composto por três profissionais habilitados.

A votação será dividida em duas etapas, sendo que na primeira serão selecionadas as 10 melhores obras em cada uma das 27 categorias. Já a segunda etapa define os três primeiros lugares de cada categoria. Além das categorias Livro do Ano de Ficção e Não-Ficção, que serão reveladas durante a cerimônia de entrega das estatuetas.

Para mais informações confira o regulamento do prêmio no seu site oficial.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Citação do Dia #30

segunda-feira, junho 06, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


"A Esperança é aquela coisa com penas, que se empoleira na alma e canta uma melodia sem palavras. E nunca, mas nunca, pára..." - Emily Dickinson

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Editora Rocco lança edição ilustrada de Harry Potter

quarta-feira, junho 01, 2016 Iuçara Soares 0 Comentários


Os fãs de “Harry Potter” já podem comemorar, pois a saga criada pela autora britânica J. K. Rowling retorna, oficialmente, às livrarias em uma belíssima edição ilustrada, lançada pela editora Rocco.


Com um projeto gráfico encantador, a tão aguardada edição ilustrada de “Harry Potter e a Pedra Filosofal” traz o texto integral de J. K. Rowling em 256 páginas com tradução de Lia Wyler, além das incríveis ilustrações do artista Jim Kay, ganhador da Kate Greenaway Medal. Tudo isso numa edição em capa dura, com sobrecapa, e miolo em papel couché, protegido por uma luva ilustrada.

Responsável por recriar o universo de Harry Potter em imagens e cores, o ilustrador Jim Kay, que revelou estar “extremamente entusiasmado com o projeto”, já terminou o segundo livro da saga, “Harry Potter e a Câmara Secreta”, previsto para ser lançado no Reino Unido em 04 de outubro de 2016, e está atualmente trabalhando no terceiro livro, “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban”, ainda sem previsão de lançamento.

Considerado um dos grandes acontecimentos do mercado editorial internacional, o livro foi publicado pela primeira vez em outubro de 2015 no Reino Unido e nos Estados Unidos, pelas editoras Bloomsbury e Scholatic, respectivamente.

Confira algumas imagens da obra:

Hagrid & Harry | ©Jim Kay
Hermione & Harry | ©Jim Kay
O Beco Diagonal  | © Jim Kay
Hogwarts  | © Jim Kay
Saiba mais no blog oficial da editora Rocco.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!