Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor

sábado, abril 23, 2011 Iuçara Soares 10 Comentários ,


Hoje, mais de cem países comemoram o “Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor”, uma data instituída pela UNESCO para promover o prazer da leitura e a proteção aos direitos autorais.

Uma homenagem, que tem mobilizado diversas editoras pelo mundo, assim como livreiros, bibliotecários, autores, tradutores, e milhões de amantes da literatura que prestam, na data de hoje, seu tributo ao livro, a leitura e a literatura.

No Brasil, o Ministério da Cultura está promovendo uma ação em torno da importância do livro e da leitura, em museus, parques, palácios e monumentos sob a sua tutela, onde serão oferecidos cerca de dois mil livros aos visitantes.

A data, criada na XXVIII Conferência Geral da UNESCO, em 1996, foi escolhida como uma forma de honrar a antiga tradição catalã, na qual, em 23 de abril, celebrado também como o dia de São Jorge, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha recebendo em troca um livro. O que nos últimos tempos, também tem se tornado uma tradição em outros países. 

Neste dia, é prestado também um tributo a importantes nomes da literatura mundial, que nasceram ou morreram nesta mesma data, porém em anos diferentes. 

Entre eles estão os renomados escritores William Shakespeare, Miguel de Cervantes, Garcilaso de La Vega, além de Maurice Druon, Vladimir Nabokov, Josep Pla e Manuel Mejía Vallejo.

Um Feliz Dia do Livro a todos os leitores!

10 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

CIA divulga fórmula de tinta invisível

sexta-feira, abril 22, 2011 Iuçara Soares 2 Comentários


A Central de Inteligência Americana (CIA) tornou público, na terça-feira, vários documentos secretos que datam da Primeira Guerra Mundial, nos quais são explicados os métodos de produção da tinta invisível.


Os seis documentos, datados de 1917 e 1918, detalham distintos métodos para produzir e revelar a tinta invisível, uma técnica utilizada por espiões, altas patentes ou diplomatas para passar mensagens durante a Primeira Guerra Mundial sem o conhecimento do inimigo.

Alguns dos métodos incluem misturar sulfato de ferro e cianureto de potássio ou amido de arroz com tinta e água, além do simples suco de limão, que aparece quando o papel é aquecido. Para revelar a tinta, uma das técnicas consiste em aplicar uma mistura de água, iodeto de potássio e ácido tartárico.

A técnica existe desde a antiguidade, sendo mantida em segredo, durante quase um século, pela CIA, que em 2002, negou o pedido para revelar a informação. 

No entanto, anos depois, a agência secreta norte-americana, em comunicado oficial, explica que os recentes avanços tecnológicos não justificam mais tal situação.

"Os avanços da química na tinta secreta e os métodos de uso de luz para detectá-la tornaram os segredos, revelados na terça-feira, obsoletos", explica a porta-voz da CIA, Marie E. Harf, ao "The Washington Post".

"Quando a informação histórica deixa de ser sensível levamos a sério a responsabilidade de partilhá-la com o povo americano", diz o diretor da CIA, Leon Panetta, no comunicado que acompanha os documentos.

Grande parte dos métodos revelados refere-se a formas de produzir e descobrir a tinta invisível, mas outros explicam coisas tipo como abrir um envelope lacrado, ou como transportar os ingredientes para a tinta de um lugar para outro sem haver o risco de perder a fórmula caso o mensageiro seja capturado.

Nesse caso, os espiões encharcavam um lenço de tecido numa solução de amido, nitrato e soda e deixavam secar. Já em segurança no destinatário, o mesmo lenço era encharcado com água e o líquido resultante ia depois encher as canetas com que eram escritas as mensagens secretas entre os aliados.

2 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

VI Edição do Prêmio OFF FLIP de Literatura abre inscrições

quarta-feira, abril 20, 2011 Iuçara Soares 0 Comentários


Estão abertas as inscrições para a 6ª edição do “Prêmio OFF FLIP de Literatura”, que irá premiar os vencedores com a quantia de 12 mil reais, além de cobrir sua estadia em Paraty e fornecer ingressos para as mesas de debate da FLIP.

 
O prêmio, que busca estimular a criação literária em língua portuguesa, irá contemplar os gêneros poesia e conto. Sendo aberto a autores de qualquer nacionalidade residentes no Brasil, assim como brasileiros que vivem no exterior e escritores de países lusófonos.

As inscrições devem ser feitas até o dia 30 de abril, pelo correio. Participando apenas textos inéditos em qualquer meio (impresso ou eletrônico) e escritos em língua portuguesa.

Os textos serão avaliados por escritores de renome no cenário literário brasileiro e, ao final da competição os 30 participantes finalistas terão suas obras publicadas em uma coletânea pelo Selo OFF FLIP.

O resultado do prêmio será divulgado através da imprensa e estará disponível no site oficial do prêmio a partir do dia 30 de junho. A premiação acontecerá entre os dias 6 e 10 de julho, e será realizada paralelamente a FLIP. 

Os vencedores na categoria nacional-exterior serão comunicados até o dia 25 de junho para que possam ter sua hospedagem confirmada com antecedência.

Para mais informações consulte o regulamento no site oficial do Prêmio.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Jennifer Egan recebe prêmio Pulitzer de Literatura

terça-feira, abril 19, 2011 Iuçara Soares 0 Comentários ,


A autora americana, Jennifer Egan recebeu, nessa segunda-feira dia 18, em Nova York, o prêmio Pulitzer de literatura na categoria de melhor ficção, pela obra “A Visit from the Goon Squad”.

Jennifer Egan
"Um romance que é como um disco, que vai seguindo de canção em canção, de assunto a assunto", explica a escritora ao falar de seu livro, acrescentando ainda que "cada capítulo/canção têm vida própria, que contribui para formar um todo, num contexto vital".

Também ganhador do “National Book Critics Circle Award” em 2010, o livro, que tem o tempo como uma de suas figuras principais, retrata, de forma inovadora, o mundo da música e seus personagens.

"O livro é sobre o tempo, e o tempo e a música estão tão entrelaçados", disse Egan ao The Brooklin Paper. "Nós revisitamos nosso passado, ouvindo músicas que significaram muito para nós em alguns momentos", ressalta a escritora.

Para o júri do Pulitzer a obra de Jennifer é "inovadora na estrutura narrativa", podendo ser classificada como "uma inventiva investigação sobre o processo de amadurecimento e sobre como isso pode acontecer na era digital, onde mudanças culturais acontecem a uma velocidade atípica".

Sendo um dos mais prestigiados prêmios dos Estados Unidos, o Pulitzer, que existe desde 1917, é entregue apenas a pessoas que realizam trabalhos de excelência nas áreas de jornalismo, literatura e música. Premiando os vencedores com a quantia de 10 mil dólares.

Pulitzer
Ainda não há previsão para o lançamento do livro no Brasil, na verdade o único título da autora publicado no país, até o momento, é a obra “Uma história a três”, que foi adaptada para o cinema em 2001, tendo Cameron Diaz no papel principal.

Conheça os vencedores do prêmio no site oficial do Pulitzer.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Uma homenagem a Monteiro Lobato no Dia Nacional do Livro Infantil

segunda-feira, abril 18, 2011 Iuçara Soares 2 Comentários ,


Hoje, 18 de abril, o país comemora o Dia Nacional do Livro Infantil, em homenagem ao aniversário do escritor Monteiro Lobato, considerado o precursor da literatura infantil no Brasil.


Houve uma época em que as crianças brasileiras tinham acesso apenas a histórias infantis traduzidas do alemão e do inglês, como os famosos contos de “Chapeuzinho Vermelho” e “Rapunzel” criados pelos irmãos Grimm, além das encantadoras histórias do autor Hans Christian Andersen, como a Pequena Sereia.

Foi nesse momento que surgiu Monteiro Lobato, e de sua mente criativa nasceram personagens e histórias inesquecíveis, que até hoje encantam crianças e adultos. Dentre tais histórias, a mais famosa de todas é, certamente, o “Sítio do Pica-Pau Amarelo”. 

Contista, ensaísta, tradutor, editor e jornalista, este grande nome da literatura brasileira nasceu na cidade de Taubaté, interior de São Paulo, no ano de 1882. Publicou seus primeiros contos em jornais e revistas, tendo, posteriormente, reunido uma série deles na obra Urupês.

José Bento Monteiro Lobato
"Um país se faz com homens e livros", ressaltava sempre Monteiro Lobato, que possuía uma verdadeira devoção ao universo da literatura infantil, tendo produzido inúmeras obras e histórias. 

Se desejar saber mais sobre o autor e suas obras é só visitar o site Monteiro Lobato.

2 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!

Países comemoram o Dia Internacional do Livro Infanto Juvenil

sábado, abril 02, 2011 Iuçara Soares 0 Comentários


foto: Getty Images
Hoje, 02 de abril, é comemorado em mais de 60 países o Dia Internacional do Livro Infanto Juvenil, uma data criada em homenagem ao aniversário do autor Hans Christian Andersen, considerado o pai dos contos de fadas.

A literatura infanto juvenil surgiu no século XVII, da arte de criar magia em forma de palavras, que cativam e ao mesmo tempo ensinam jovens e crianças. 

Os contos de fadas, termo mais comum das histórias infanto juvenis, são conhecidos mundialmente tanto por crianças quanto por adultos. 

Em suas histórias, heróis e vilões misturam realidade e fantasia, com o intuito de passar aos jovens conceitos como valores morais e éticos, fazendo ainda com que reflitam sobre suas atitudes, e às vezes, até modifiquem suas ações, se transformando em pessoas melhores.

Para aqueles que não conhecem, Hans Christian Andersen foi um poeta e escritor dinamarquês de histórias infantis, que escreveu peças de teatro, canções patrióticas, contos, histórias, e, principalmente, contos de fadas, como o “O Patinho Feio”, “A Pequena Sereia”, “A Princesa e a Ervilha” e “A Polegarzinha”.

Estátua de Hans Christian Andersen
Durante todo o dia, a leitura invade espaços e ambientes de diversos países, incluindo o Brasil, que comemoram a data com feiras do livro, contadores de história, noites de autógrafos e muitas outras atrações.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!