Polêmica no Prêmio Pulitzer de Literatura

segunda-feira, maio 07, 2012 Iuçara Soares 2 Comentários ,


O Pulitzer, um dos mais prestigiados prêmios dos Estados Unidos, surpreendeu este ano, com o anúncio de que não haveria um vencedor na categoria de “Melhor Livro de Ficção”.
Prêmio Pulitzer
O prêmio, que existe desde 1917, é entregue apenas a pessoas que realizam trabalhos de excelência nas áreas de Jornalismo, Literatura e Música. Premiando os vencedores com a quantia de 10 mil dólares.

Os finalistas

O júri, formado pela crítica literária Maureen Corrigan, o escritor Michael Cunningham e a ex-editora da seção de livros do jornal Times-Picayune, de New Orleans, Susan Larson, precisaram ler mais de 300 livros para a escolha dos três finalistas.

Entre eles estava o livro “Train Dreams” de Denis Johnson, definido pelo comitê avaliador como “um romance sobre um dia de trabalho no velho-oeste americano, com olhar calmo e compassivo sobre suas glórias e terrores”.  

Além da obra “Swamplandia!” de Karen Russell, descrito como “um conto de aventura sobre uma excêntrica família, desorientada na condução de um problemático parque temático de briga de jacarés, com narração de uma heroína sábia demais para seus 13 anos de idade”.


Assim como o romance póstumo de David Foster Wallace (1962-2008), “The Pale King”, que explora o tédio e a burocracia no local de trabalho americano.

A escolha

No entanto, a escolha do vencedor da categoria fica a cargo do conselho do prêmio, assim os três jurados não tiveram direito de opinar ou de votar. E mesmo as obras finalistas tendo recebido inúmeros elogios de críticos do National Book Critics Circle e do The Washington Post, o conselho, ainda assim, não considerou nenhuma delas merecedora do prêmio.

Embora não seja um episódio inédito na história da premiação, esta é a primeira vez que isso ocorre desde 1977, o que vem provocando inúmeras discussões entre o público. Pois muitos têm encarado o fato como uma possível redução na qualidade das obras de ficção publicadas.

Já outros se perguntam qual dos três livros é de fato o melhor. Sendo que vários jornais americanos como o Wall Street Journal e o Huffington Post, tem realizado inúmeras enquetes na tentativa de chegar a uma conclusão.

Para os leitores que não se aguentam de curiosidade é possível comprar os livros pela internet, mas apenas no idioma original, pois, infelizmente, nenhuma das obras finalistas foi traduzida ainda para o português.

Os vencedores

O Pulitzer destina cerca de cinco categorias a área de Literatura, sendo elas Melhor Livro de Ficção, Melhor Livro de Não-Ficção, Melhor Biografia ou Auto-Biografia, Melhor Livro de História e Melhor Livro de Poesia.

Entre os premiados deste ano, na categoria de Não-Ficção, esta a obra “The Swerve: How the World Became Modern”, do crítico literário Stephen Greenblatt.  

Já na categoria História, o vencedor foi o livro “Malcolm X: A Life of Reinvention”, de Manning Marable, historiador da Columbia University, morto na véspera do lançamento do livro.


O professor de Yale, John Lewis Gaddis ganhou o prêmio de Melhor Biografia com o livro “George F. Kennan: An American Life”. Assim como, Tracy Smith levou o título de Melhor Livro de Poesia pela obra “Life on Mars”

Conheça os vencedores do Pulitzer no site oficial do prêmio (em inglês).

2 comentários:

  1. Muito boa a matéria. Li sobre o mesmo tema em outras fontes e esta foi a mais esclarecedora.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, fico feliz que tenha gostado. Sempre tento fornecer o máximo de informação possível sobre o tema que escrevo.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!