Halloween com Vampiros

domingo, outubro 31, 2010 Iuçara Soares 0 Comentários ,



Meia noite, dia das bruxas, véspera do dia de todos os santos, momento em que o sobrenatural reina na terra dos vivos, assim reza a lenda.

Por meio da literatura é possível perceber o fascínio que o sobrenatural exerce na mente humana. Por tanto nada mais adequado nessa noite do que falar sobre histórias de suspense e terror, mas precisamente sobre vampiros.

“Gosto deste tipo de livro, pois faz com que nós leitores entremos completamente na história, sentindo na pele toda a aventura que o livro traz. Além de o final ser sempre inesperado”, conta a estudante Samille Rodrigues Sérgio.

Alguns bonzinhos, outros maus, mas todos charmosos e cativantes. Essas criaturas noturnas e místicas, parecem ter se tornado um fenômeno no meio literário desde o lançamento do filme Crepúsculo, baseado na obra de mesmo nome, publicada em 2005, pela escritora Stephenie Meyer. Porém está não é à primeira vez que o tema foi abordado em um livro, na verdade existem diversos contos sobre o assunto. 

Em 1897, o escritor irlandês, Abraham "Bram" Stoker, criou um dos mais conhecidos contos de vampiros da literatura, o “Drácula”, que deu início ao mito literário moderno do vampiro. Desde então, histórias e autores novos têm surgido aos milhares, todos falando sobre o mesmo tema. Na verdade, existem tantas versões do mito quanto existem usos do conceito.

Para representar a leva de escritores sobre o assunto, ninguém mais apropriado do que, Anne Rice, considerada uma autoridade em seres sobrenaturais na literatura clássica de terror. Em seus livros, os vampiros são descritos como seres elegantes, sedutores e atormentados pela sua condição.

Anne Rice
A autora norte-americana é conhecida pela criação da série “Crônicas Vampirescas”, composta de dez livros. Sendo um deles “Entrevista com o Vampiro”, sua obra de maior sucesso, adaptada para o cinema em 1994. Nessa mesma série, Rice também criou o personagem Lestat de Lioncourt, um dos vampiros mais famosos da literatura. 

“Os vampiros são uma lenda de muito tempo e se tornaram um enigma para todos, eles são fantásticos, pois ao mesmo tempo em que são sedutores são assassinos e misteriosos e é isso que mais me chama atenção nestes livros” comenta Samille.

História do Dia das Bruxas

Há 2.500 anos, nas terras da Grã-Bretanha, vivia um povo conhecido como “Os Celtas”. Uma de suas crenças era de que no último dia do verão (31 de Outubro), os espíritos saiam de suas tumbas para tomar posse dos vivos. Então para afugentá-los eram colocados, em suas casas, objetos assustadores, como caveiras, ossos decorados, abóboras enfeitadas entre outros.

Porém, durante a Idade Média, esse ritual foi considerado como uma festa pagã, e, portanto condenado pela Igreja. Com o objetivo de apaziguar a situação nos territórios pagãos, recém conquistados no noroeste da Europa, O Papa Gregório III, decidiu cristianizar a festa, criando o Dia de Finados (2 de Novembro), ou o dia de todos os santos.  Assim, em 31 de Outubro os pagãos comemoravam o dia das bruxas, e dois dias depois prestavam homenagens aos santos falecidos.

Atualmente, o Halloween ou Dia das Bruxas é conhecido como um evento tradicional e cultural, que ocorre principalmente nos países anglo-saxônicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido. Onde a data é comemorada com festas à fantasia e crianças vestidas de monstros, fantasmas, bruxas e etc, indo de porta em porta, dizendo “doces ou travessuras”.


Os livros da escritora Anne Rice podem ser baixados no site E-Book Grátis. E se preferir saber mais sobre a origem do Halloween consulte o site Brasil Escola.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!