Literatura e Balé no Lago dos Cisnes

quarta-feira, fevereiro 15, 2012 Iuçara Soares 4 Comentários


É raro encontrar alguém que não conheça a história do Lago dos Cisnes, mesmo aqueles que não assistiram ao balé, provavelmente, já devem ter visto ao filme, ou pelo menos o desenho da Barbie.

foto: divulgação
O que poucos sabem é que esta história não nasceu no balé, mas sim num antigo conto de fadas alemão, que dizem ter sido escrito pelo autor Johann Karl August Musäus.

Nascido em 29 de março de 1735, em Jena, Musäus estudou Teologia na Unversidade de Jena, mas acabou voltando-se para a literatura. Sendo conhecido como um satírico escritor alemão de contos de fadas, lembrado por suas graciosas e delicadas versões irônicas dos contos populares. 

Na literatura

O Lago dos Cisnes conta a trágica história de amor da princesa Odete, transformada em cisne por um feiticeiro, e do príncipe Siegfried, que apaixonado, promete libertá-la do feitiço, mas enganado pelo vilão acaba por jurar amor à outra.

Com um enredo encantador, repleto de romance envolto em suspense, a história conduz de forma suave ao um triste final. Pois, na versão original de Musäus, o romance entre Odete e seu príncipe termina de forma trágica com a morte de ambos.

No entanto, há inúmeras adaptações, em que a história encontra um destino diferente, com Odete e Siegfried vivendo felizes para sempre.

No Balé

Ao longo dos tempos, a história narrada pela Literatura serviu de inspiração para as mais diversas manifestações culturais, como o cinema, o teatro e até mesmo o balé.  

De fato, a ideia de transformar o conto em uma peça para o balé surgiu, em 1871, quando o compositor russo, Piotr Ilich Tchaikovsky, passava o verão em Kamenka, Ucrânia, com sua família. 

Em um momento de lazer o compositor decidiu criar um pequeno balé para seus sobrinhos, intitulado ‘Lededione Ozero’ (O Lago dos Cisnes), inspirado no conto de Musäus.

Entusiasmado com a ideia, Tchaikovsky levou o projeto a diante, compondo, pela primeira vez, uma música para o balé, que seria apresentado, em 1876, pelo Teatro Bolshoi de Moscou.

Deste dia em diante, o Lago dos Cisnes, se tornou um dos mais conhecidos balés, sendo interpretado no mundo inteiro sob as mais variadas concepções de diferentes diretores.

Poucos sabem, mas a interpretação é considerada um dos fatores primordiais da essência do balé, pois não basta apenas executar bem os passos de dança, é preciso saber expressar os sentimentos do personagem, de forma que alcance o público. Fazendo com que este não apenas veja, ou ouça a peça, mas sinta e se emociona com ela.

Piotr Ilich Tchaikovsky

Tchaikovsky
Tchaikovsky, assim como Mozart, é um dos poucos compositores aclamados que se sentia igualmente confortável escrevendo óperas, sinfonias, concertos e obras para piano. Sua música é mundialmente conhecida e admirada por suas ricas harmonias e vividas melodias.

Além do Lago dos Cisnes, Tchaikovsky também compôs dois outros balés inspirados em obras literárias, que alcançaram igual sucesso na história do balé. 

Um deles é “A Bela Adormecida”, considerado um dos melhores trabalhos do compositor. Encenado pela primeira vez em 1890 no Teatro Mariinsky em São Petersburgo. E o outro é o clássico “O Quebra-Nozes”, o último balé composto por Tchaikovsky, em 1893.

Saiba mais sobre o conto no blog da professora de balé clássico Myrna Jamus.

4 comentários:

  1. AMEI o post, muito interessante. Não sabia que a história era originada de um conto! =O

    Depois passa lá no blog, flor! :)

    Beijoooos

    Gleice
    @MPessoais
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Gleice, essa história é mesmo muito interessante, adorei escrever esse post.

    Pode contar com a minha visita no seu blog, com certeza!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Sabia que vinha de um conto, mas não imaginava que era alemão.
    Muito útil esse post. Adorei.

    Beijos
    Leitora Incomum

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Fernanda, fico feliz que tenha gostado!

    Beijos

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!