Literatura no Oscar 2017

segunda-feira, fevereiro 27, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários ,


É chegado o momento de conhecermos os melhores filmes do ano, que conquistaram seu lugar na maior e mais importante premiação do cinema internacional, o Oscar. Entre eles estão às grandes adaptações de obras literárias para o cinema, consideradas campeãs de bilheteria.

Em sua 89ª edição, a premiação deste ano contou com cinco filmes baseados em livros concorrendo na categoria de Melhor Filme. Sendo que quatro deles também concorreram à categoria de Melhor Roteiro Adaptado, criada especialmente para os longas-metragens baseados tanto em livros, quanto em peças de teatro, musicais e até mesmo em parques de diversões, como o filme “Piratas do Caribe”.

Os Indicados

Assim, os roteiros adaptados partem de histórias que tem uma maior aceitação em outras mídias, embora não sejam sempre baseadas em um livro. Como é o caso do filme “Um Limite Entre Nós” (Fences) que, embora não seja baseado em um livro, também concorreu à categoria de Melhor Roteiro Adaptado.

Isso devido ao fato de que o roteiro foi inspirado na aclamada e premiada peça teatral homônima, de 1983, escrita por August Wilson, e ganhadora do Pulitzer e do Tony Awards. Dirigido e estrelado por Denzel Washington, o filme indicado a quatro Oscars, incluindo o de Melhor Filme, venceu na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (Viola Davis).


No entanto, também há casos de filmes baseados em livros que não concorrem à categoria, como o longa-metragem “Até o Último Homem” (Hacksaw Ridge), que embora baseado no romance homônimo escrito por Jeff Shaara não foi indicado à categoria de Melhor Roteiro Adaptado. Isso, talvez, devido ao fato de tanto o roteiro do filme quanto o livro terem sido inspirados na história real de Desmond T. Doss, o primeiro objetor de consciência militar na história dos EUA a receber a Medalha de Honra do Congresso.

Dirigido por Mel Gibson, e com roteiro de Randall Wallace e Robert Schenkkan, o filme recebeu 5 indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator (Andrew Garfield). Tendo levado para casa duas estatuetas, a de Melhor Montagem e Melhor Mixagem de Som.


Das páginas dos livros para as telas do cinema, temos o filme “Estrelas Além do Tempo” (Hidden Figures), baseado no livro biográfico escrito por Margot Lee Shetterly, que conta a história do grupo de três mulheres afro-americanas da NASA que foram parte fundamental para a trajetória dos Estados Unidos na corrida espacial durante os anos 60.

Dirigido pelo cineasta e roteirista Theodore Melfi, o filme, estrelado por Taraji P. Henson, Octavia Spencer, Janelle Monáe, Kevin Costner, Kirsten Dunst e Jim Parsons, recebeu três indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Filme e Melhor Roteiro Adaptado, escrito por Allison Schroeder e Theodore Melfi.


Dirigido pelo premiado cineasta Denis Villeneuve, com roteiro adaptado por Eric Heisserer e estrelado por Amy Adams, Jeremy Renner e Forest Whitaker, “A Chegada” (Arrival) é inspirado no livro “História da sua vida e outros contos” de Ted Chiang. O filme recebeu 8 indicações ao Oscar deste ano, incluindo a de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Filme, levando para casa a estatueta de Melhor Edição de Som.


O longa-metragem “Lion: Uma Jornada para Casa” (Lion) recebeu seis indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Filme, assim como a de Melhor Ator Coadjuvante (Dev Patel), Melhor Atriz Coadjuvante (Nicole Kidman), Melhor Fotografia e Melhor Trilha Sonora. Dirigido por Garth Davis, com roteiro adaptado por Luke Davis, o filme é inspirado no livro autobiográfico “Uma longa jornada para casa” de Saroo Brierley, que conta a história de um menino indiano de cinco anos que se perde de sua família a milhares de quilômetros longe de casa.


E o Oscar foi para... “Moonlight”!

Dirigido e escrito por Barry Jenkins, o longa-metragem, vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme Dramático, conquistou o Oscar deste ano nas categorias de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator Coadjuvante (Mahershala Ali). Além de ter sido o grande vencedor da noite, sendo premiado como Melhor Filme, depois de uma pequena confusão que levou Warren Beatty e Faye Dunaway a anunciarem o filme errado.

Com 8 indicações ao Oscar, “Moonlight: Sob a Luz do Luar” é baseado na obra “Moonlight” do escritor Tarell Alvin McCraney, que narra a história de Black, desde a infância até a idade adulta, em sua emocionante jornada de autoconhecimento, para encontrar o seu lugar no mundo. 


Mais Adaptações

Vários outros filmes baseados em obras literárias também concorreram ao Oscar 2017, em diversas categorias, como o longa “Mogli: O Menino Lobo” (The Jungle Book), inspirado na obra de Rudyard Kipling, que contra todas as apostas levou para casa a estatueta de Melhores Efeitos Visuais, desbancando os sucessos de bilheteria “Doutor Estranho” e “Rouge One”.

Há ainda “Animais Fantásticos e Onde Habitam” (Fantastic Beasts and Where to Find Them), o primeiro longa da franquia Harry Potter a ganhar um Oscar. Dirigido por David Yates e com roteiro adaptado pela autora J. K. Rowling, criadora da famosa saga literária, o filme recebeu duas indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Design de Produção, tendo levado para casa a estatueta de Melhor Figurino (Colleen Atwood).

Já na categoria de Melhor Documentário em Longa-Metragem concorreram os longas “Eu Não Sou Seu Negro” (I Am Not Your Negro), baseado no manuscrito inacabado “Remember This House” do escritor James Baldwin. Assim como “Life, Animated”, baseado no livro “Life, Animated: A Story of Sidekicks, Heroes, and Autism” de Ron Suskind. Enquanto que na categoria de Melhor Fotografia concorreu o filme “Silêncio” (Silence), dirigido por Martin Scorsese e baseado no romance do escritor japonês Shusaku Endo (1923-1996).

Também concorreram ao Oscar os filmes “Sully: O Herói do Rio Hudson”, inspirado na biografia homônima de Chesley “Sully” Sullenberger e Jeffrey Zaslow. Além de “13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi”, baseado no livro homônimo escrito por Mitchell Zuckoff, e o longa sueco “A Man Called Ove” baseado na obra homônima do autor Fredrik Backman. Assim como o filme “Animais Noturnos” (Nocturnal Animals), inspirado no livro “Tony & Susan” de Austin Wright.

Sem falar no sucesso de bilheteria “Rogue One: Uma História Star Wars”, que inspirou uma série de livros escrita por diversos autores. O filme concorreu às categorias de Melhor Mixagem de Som e de Melhores Efeitos Visuais. Outro longa que inspirou uma série de livros é “Star Trek: Sem Fronteiras”, que foi indicado ao Oscar de Melhor Maquiagem e Cabelo, mas para a surpresa de todos quem levou a estatueta para casa foi “Esquadrão Suicida”.

Assim, em meio a discursos emocionados, homenagens comoventes, incríveis performances musicais, belíssimas apresentações e uma certa confusão aqui e ali, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas reservou inúmeras surpresas para o público, algumas boas, outras nem tanto, mas todas memoráveis, como Michael J. Fox entrando no palco com o DeLorean.

Confira a lista completa dos indicados e vencedores do Oscar 2017 no site Omelete.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!