Michael Connelly em dose dupla nas livrarias

sexta-feira, junho 16, 2017 Iuçara Soares 0 Comentários


A editora Suma de Letras, selo da Companhia das Letras, lança nas livrarias de todo país dois novos thrillers do premiado autor americano Michael Connelly.


Com mais de 55 milhões de exemplares vendidos, o autor bestseller nº 1 do The New York Times, Michael Connelly retorna este mês às livrarias de todo país com as obras “A Caixa-Preta” e “Os Deuses da Culpa”. Sendo que, ambas possuem tradução de Cássio de Arantes Leite e arte de capa feita por Claudia Espínola de Carvalho.

Com 304 páginas, o romance policial “A Caixa-Preta” (The Black Box), publicado originalmente em 26 de novembro de 2012, é o 18º livro protagonizado por um dos mais famosos personagens criados por Connelly, o detetive do Departamento de Polícia de Los Angeles, Hieronymus “Harry” Bosch.

Em 1992, Los Angeles viveu uma onda de protestos que deram início a vários dias de anarquia e violência. Foi quando o detetive Harry Bosch viu a fotojornalista Anneke Jespersen pela primeira vez: assassinada à queima-roupa no fundo de um beco escuro. Na confusão da época, o crime nunca foi resolvido. Vinte anos depois, Bosch tem uma nova chance de solucionar o mistério. Um caso o leva de volta àquela fatídica noite, e ainda mais longe, aos campos de batalha onde crimes de guerra foram enterrados; crimes que há décadas esperam por justiça.

Já “Os Deuses da Culpa” (Gods Of Guilt), quinto livro protagonizado pelo advogado Mickey Haller, publicado originalmente em 21 de novembro de 2013, conta com 344 páginas, nas quais narra uma emocionante história repleta de perigo e suspense.

Quando Mickey Haller recebe a mensagem “Me liga urgente – 187”, o código penal para assassinato logo chama sua atenção. Casos assim são sempre os mais complicados, e os que pagam melhor, o que significa que ele não pode falhar. Mas quando descobre que a vítima é uma ex-cliente, uma prostituta que ele ajudou a tirar das ruas, Mickey sente que sua reputação está em jogo. A vítima estava de volta a Los Angeles e de volta à prostituição - mas por quê? De repente, Mickey percebe que, em vez de salvá-la, pode ter sido ele a colocá-la em perigo. É hora de confrontar seu passado, e Haller precisará de todo seu talento e esperteza para cuidar de um caso que pode ser sua redenção, ou a prova de toda a sua culpa.

0 comentários:

Deixe aqui seu comentário.

Responderei assim que possível.

Obrigada pela visita!